STJ – CJF e CNJ firmam termo de cooperação técnica para compartilhamento de dados do DataJud – AASP

O presidente do Superior Tribunal de Justiça (STJ) e do Conselho da Justiça Federal (CJF), ministro Humberto Martins, e o presidente do Conselho Nacional de Justiça (CNJ), ministro Dias Toffoli, firmaram, nesta terça-feira (8), termo de cooperação técnica que viabiliza e regulamenta o acesso, pelo CJF, aos metadados da Base Nacional de Dados do Poder Judiciário (DataJud) referentes aos Tribunais Regionais Federais.

O termo de cooperação tem por objetivo integrar plenamente o Judiciário federal, com a adoção de soluções uniformizadoras que favoreçam, além de uma economia de escala, a otimização da força de trabalho e dos recursos orçamentários. O documento também pretende tornar mais eficiente a prestação jurisdicional na Justiça Federal, por meio da formulação de políticas, diretrizes e metodologias comuns e da padronização dos procedimentos administrativos.

Com o acordo, o CJF fomentará, no âmbito da Justiça Federal de primeiro e segundo graus, a fidedignidade das informações apresentadas pelos TRFs e a correta utilização das Tabelas Processuais Unificadas (TPUs). “Esperamos, com isso, contribuir de forma significativa e proativa para que a Justiça Federal possa oferecer, cada vez mais, serviços de excelência para a sociedade”, afirmou o ministro Humberto Martins. “O acordo celebrado hoje viabiliza o acesso do CJF aos metadados da Justiça Federal no DataJud, resguardado o sigilo e a confidencialidade das informações”, destacou o ministro Toffoli.

Eficiência e produtivida​​​de

Na solenidade de assinatura, o presidente do CJF relatou que, na administração do Poder Judiciário, é necessário atuar sempre de mãos dadas, “pois é na pluralidade de ideias, de pensamentos, de visões diferentes, que se consegue achar as melhores soluções”.

O ministro também afirmou que, sem dados consistentes e confiáveis acerca da movimentação processual à disposição do CJF, não é possível pensar na implementação de políticas judiciárias para melhoria do Poder Judiciário. “Por isso, louvo aqui mais esse projeto da exitosa gestão do ministro Dias Toffoli, que possibilitou que o sistema de estatística do Poder Judiciário fosse bem estruturado, criando as bases para uma gestão cada vez melhor”, declarou o presidente do CJF.

DataJ​ud

Instituído pela Resolução CNJ 331/2020 como fonte primária de dados do Sistema de Estatística do Poder Judiciário (SIESPJ), o DataJud é responsável pelo armazenamento centralizado dos dados e metadados processuais relativos a todos os processos físicos ou eletrônicos, públicos ou sigilosos dos tribunais indicados nos incisos II a VII do artigo 92 da Constituição Federal.

Com informações da assessoria de imprensa do CJF

Fonte: STJ

Fonte Oficial: AASP.

​Os textos, informações e opiniões publicados neste espaço são de total responsabilidade do(a) autor(a). Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista do Portal do Magistrado.

Comentários

Confira Também

TJSP – IRDR – AASP – AASP

Núcleo de Gerenciamento de Precedentes da Presidência (NUGEP) COMUNICADO NUGEP/PRESIDÊNCIA Nº 09/2020O Núcleo de Gerenciamento …