Oficial de cozinha obtém FGTS do período em que recebeu auxílio-doença

Duas empresas, uma de produtos de alimentação e outra de higiene, foram condenadas pela Terceira Turma do Tribunal Superior do Trabalho (TST) ao pagamento de indenização substitutiva a uma oficial de cozinha. A profissional foi vítima de doença ocupacional. Ela também será indenizada pelo período referente à estabilidade provisória. Veja os detalhes com o repórter Daniel Vasques.

 

Processo: ARR-1002511-61.2016.5.02.0373

Confira outras notícias do Tribunal Superior do Trabalho em: http://www.tst.jus.br

Fonte Oficial: TST.

​Os textos, informações e opiniões publicados neste espaço são de total responsabilidade do(a) autor(a). Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista do Portal do Magistrado.

Comentários

Confira Também

Gestante não consegue estabilidade no emprego após fim do prazo do contrato por prazo determinado

Para a Quarta Turma, o direito só cabe em caso de dispensa sem justa causa …