Unidade da Eletrolux tem norma coletiva validada por Turma do TST

A Oitava Turma do Tribunal Superior do Trabalho (TST) validou norma coletiva de apenas uma das unidades da Eletrolux, em Curitiba, no Paraná (PR). A norma regulamentou o banco de horas, prevendo pagamento de indenização em caso de rescisão do contrato em apenas uma unidade da empresa. No entanto, um empregado dispensado de outra unidade da Eletrolux ajuizou ação para ter direito à parcela. Entenda o caso com o repórter Pablo Lemos.

 

Processo: RR-757-69.2015.5.09.0041

 

Confira outras notícias do Tribunal Superior do Trabalho em: http://www.tst.jus.br

Fonte Oficial: TST.

​Os textos, informações e opiniões publicados neste espaço são de total responsabilidade do(a) autor(a). Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista do Portal do Magistrado.

Comentários

Confira Também

Arquivamento de processo criminal não afasta justa causa de diretor de multinacional

A punição foi mantida, porque não ficou comprovada a inexistência do crime e da autoria.  …