Justiça Federal do Amazonas julgou mais de 44 mil processos durante plantão extraordinário

Desde o início do plantão extraordinário, decretado em março pelo Tribunal Regional Federal da 1ª Região (TRF1) como parte das medidas adotadas para conter o avanço do novo coronavírus, a Justiça Federal do Amazonas julgou 44.840 processos. No período de 18 de março a 9 de setembro, foram julgados 42.813 processos em dias úteis, com uma média de 369 processos julgados por dia. Já as movimentações processuais feitas por serventuários superam a marca de 424 mil. Essa movimentação processual refere-se à Seção Judiciária do Amazonas (SJAM), com sede em Manaus, assim como à Subseção Judiciária de Tabatinga e à Unidade Avançada de Atendimento em Tefé.

Para o diretor do foro da SJAM, juiz federal Ricardo A. de Sales, “neste período de pandemia o Judiciário Federal não parou. Temos trabalhado incessantemente para julgar o maior número de processos possível. Para isso, magistrados, servidores, prestadores de serviços e estagiários tiveram que se adaptar à nova realidade. Passamos a trabalhar remotamente para não deixar de julgar e movimentar processos, e as perícias agendadas passaram a ser realizadas a distância. Tudo para manter o compromisso com a sociedade de levar a melhor e mais célere resposta judicial ao jurisdicionado”.

Para conhecer os dados relativos à atuação jurisdicional no TRF1 e em cada Seção Judiciária basta clicar no banner Produtividade durante o Plantão Extraordinário, disponível no portal do TRF1, que dá acesso ao Painel de Acompanhamento da Produtividade Durante o Plantão Extraordinário, ferramenta desenvolvida pela Divisão de Estatística (Diest) do TRF1.

O monitoramento e a divulgação da atuação jurisdicional e a prestação de serviços públicos pelo Poder Judiciário, durante o período emergencial da pandemia, são executados segundo a determinação do Conselho Nacional de Justiça (CNJ) – Ofício CNJ 224-SG 10060305.

Recursos

Desde o início da pandemia, a Justiça Federal do Amazonas destinou recursos provenientes da conta única designada ao recolhimento dos valores das penas de prestação pecuniária fixadas em processos penais para ajudar no combate à Covid-19 em Manaus e no interior do estado. Estes foram alguns dos contemplados com os recursos: o Complexo Penitenciário Anísio Jobim – Comparj (R$ 11.535,45), o município de Tefé/AM (R$ 20.463,93), a Secretaria de Administração Penitenciária –Seap/AM (R$ 20.463,93), a Fundação de Apoio ao Idoso Doutor Thomas (R$ 82.011,50) e o Hospital da Aeronáutica de Manaus – HAMN (R$ 20.463,93).

De acordo com a Resolução Presi 11007391, assinada em 26 de agosto, o restabelecimento das atividades presenciais na Justiça Federal da 1ª Região ocorrerá por etapas, sendo iniciada a etapa preliminar em 30 de setembro, e que se estenderá até 10 de novembro de 2020, nas localidades em que forem constatadas condições sanitárias e de atendimento de saúde pública que a viabilizem.

Acesse o Painel de Acompanhamento da Produtividade durante o Plantão Extraordinário

Fonte: TRF1

Fonte Oficial: https://www.cnj.jus.br/justica-federal-do-amazonas-julgou-mais-de-44-mil-processos-durante-plantao-extraordinario/?utm_source=rss&utm_medium=rss&utm_campaign=justica-federal-do-amazonas-julgou-mais-de-44-mil-processos-durante-plantao-extraordinario.

​Os textos, informações e opiniões publicados neste espaço são de total responsabilidade do(a) autor(a). Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista do Portal do Magistrado.

Comentários

Confira Também

Justiça do Trabalho da 15ª Região promove esforços concentrados pela conciliação

Aderindo ao Mês Nacional de Conciliação, promovido pela Justiça do Trabalho, e à Semana Nacional …