Dirigente sindical tem reconhecida a estabilidade provisória

Um professor de educação física de Aracajú (SE) foi dispensado enquanto ocupava o cargo de tesoureiro do sindicato Sindimetal. Ele recorreu então à Justiça do Trabalho e a Quarta Turma do TST, ao julgar o caso, entendeu que o profissional não poderia ter sido demitido, pois dirigentes sindicais têm garantida a estabilidade provisória. Acompanhe o caso na reportagem de Talia Santos.

Processo: ARR-1393-06.2016.5.20.0005

Confira outras notícias do Tribunal Superior do Trabalho em: http://www.tst.jus.br

Fonte Oficial: TST.

​Os textos, informações e opiniões publicados neste espaço são de total responsabilidade do(a) autor(a). Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista do Portal do Magistrado.

Comentários

Confira Também

Dano moral nas relações de trabalho é destaque do “Trabalho em Pauta”

O podcast do TST está disponível em diversas plataformas de streaming. Banner do podcast Trabalho …