Otis Elevadores é condenada ao pagamento de adicional de periculosidade a técnico

Um técnico em manutenção de escadas rolantes e elevadores obteve o direito a receber adicional de periculosidade. O profissional é empregado da empresa Otis, em Minas Gerais. Apesar de serem equipamentos energizados com baixa tensão, a Sexta Turma do Tribunal Superior do Trabalho (TST) entendeu que os equipamentos de proteção não eram suficientes para eliminar riscos de acidentes com o sistema elétrico. Confira na reportagem de Talia Santos.

Processo: RR-10509-59.2019.5.03.0181

Confira outras notícias do Tribunal Superior do Trabalho em: http://www.tst.jus.br

Fonte Oficial: TST.

​Os textos, informações e opiniões publicados neste espaço são de total responsabilidade do(a) autor(a). Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista do Portal do Magistrado.

Comentários

Confira Também

Boletim ao vivo | Negada compensação por danos materiais a empregado reabilitado da ECT

                           Baixe o áudio Reproduzir o áudio  Pausar o áudio  Aumentar o volume  Diminuir o …