Produtividade da Justiça de 1º Grau continua em alta no Maranhão

A produtividade das unidades judiciais de 1º Grau do Tribunal de Justiça do Maranhão (TJMA) continua em alta, conforme dados divulgados pela Assessoria de Informática da Corregedoria Geral da Justiça. Os números, referentes ao período de 21 a 27 de setembro, apresentaram alta nos julgamentos, nas decisões e nos despachos, tendo ligeira queda apenas nos atos de serventuários.

Mesmo já funcionando de forma presencial, algumas unidades continuam com servidores trabalhando de forma remota, ação necessária para proteger as pessoas que estão no grupo de risco, bem como garantir a efetivação de todas as medidas de segurança e higiene por causa da pandemia da Covid-19, adotadas nos fóruns, varas, juizados e cartórios.

Segundo a CGJ, foram realizados 7.535 julgamentos de processos, proferidas 6.022 decisões e efetuados 15.817 despachos. Ainda foram realizados 351.939 atos de serventuários, perfazendo um total de 381.313 atos da Justiça de 1º Grau. Os números, divulgados desde março, envolvem as modalidades teletrabalho e presencial e, em alguns casos e dependendo da unidade judicial, as duas formas.

Medição

A medição ocorre semana a semana, tendo iniciado no dia 23 de março deste ano. Os dados sobre a produtividade são retirados dos sistemas “Termojuris” e “Promeritus”, que integram a base de dados do Poder Judiciário e são utilizados pela Corregedoria Geral da Justiça para monitorar o acompanhamento da produtividade da Justiça do 1º Grau. Até o momento, desde o início da medição, já foram 7.666.109, somando-se todos os atos da Justiça de 1º Grau.

Fonte: CGJ/TJMA

Fonte Oficial: https://www.cnj.jus.br/produtividade-da-justica-de-1o-grau-continua-em-alta-no-maranhao/?utm_source=rss&utm_medium=rss&utm_campaign=produtividade-da-justica-de-1o-grau-continua-em-alta-no-maranhao.

​Os textos, informações e opiniões publicados neste espaço são de total responsabilidade do(a) autor(a). Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista do Portal do Magistrado.

Comentários

Confira Também

Violência contra a mulher é inaceitável, defende Fux

“Devemos rejeitar a tese machista do crime passional. A lógica perversa de que a mulher …