Tribunal retoma nesta segunda (5) exibição do programa STJ Notícias – STJ

​O Superior Tribunal de Justiça (STJ) informa que, a partir desta segunda-feira (5), voltará a exibir o STJ Notícias. O programa, que vai ao ar no canal da TV Justiça, estava com as gravações suspensas em razão das medidas preventivas à disseminação da Covid-19. A retomada obedecerá a todos os protocolos sanitários exigidos pelas autoridades de saúde.

Nesta primeira edição, será apresentada uma reportagem especial sobre o importante papel desempenhado pelo Tribunal da Cidadania no ordenamento jurídico brasileiro. 

O programa vai mostrar também os principais julgamentos da última semana. Em um dos casos de destaque, os ministros da Segunda Turma reafirmaram que não existe previsão legal de registro para treinadores de tênis nos conselhos de educação física. Outra importante tese firmada pela corte diz respeito à possibilidade de partilha de imóvel irregular em ação de divórcio.

Ainda será possível assistir ao lançamento do Projeto Empatia, criado com a finalidade de promover a inclusão de pessoa com deficiência ou mobilidade reduzida. Na ocasião, o presidente do STJ, ministro Humberto Martins, enalteceu o valor da empatia, exercida por meio da “capacidade de conexão, de ir totalmente do nosso mapa do mundo para o mapa do mundo das pessoas ao nosso redor”. 

O produt​​o

O STJ Notícias nasceu a partir das redes sociais, e traz as principais decisões do STJ e a repercussão que elas tiveram ao longo da semana na web. Com linguagem simples e moderna, a atração também tira dúvidas dos internautas.

A apresentação é da jornalista Kátia Gomes, e o noticiário vai ao ar na TV Justiça toda segunda-feira, às 21h30, com reprises às terças-feiras, às 11h; quartas-feiras, às 7h30; e domingo, às 19h.   

Veja aqui como sintonizar a TV Justiça na sua região.  

Fonte Oficial: http://feedproxy.google.com/~r/STJNoticias/~3/t96PoQIh_S8/05102020-Tribunal-retoma-nesta-segunda–5–exibicao-do-programa-STJ-Noticias.aspx.

​Os textos, informações e opiniões publicados neste espaço são de total responsabilidade do(a) autor(a). Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista do Portal do Magistrado.

Comentários

Confira Também

Questionamento judicial de inscrição preexistente em cadastro negativo não garante danos morais a consumidora – STJ

​​A Terceira Turma do Superior Tribunal de Justiça (STJ) reformou decisão do Tribunal de Justiça …