Vídeos explicam como entes públicos podem enviar documentos e processos originários para o STJ – STJ

​Já está disponível para os entes públicos a opção de envio de documentos e processos de competência originária do Superior Tribunal de Justiça (STJ), por meio da Central do Processo Eletrônico (CPE). Com a finalidade de facilitar o procedimento, a Secretaria Judiciária do STJ, em parceria com a Coordenadoria de TV e Rádio, produziu vídeos tutoriais explicando como usar o sistema.

Para fazer o cadastro de representante de entidade pública na CPE, é necessário enviar um e-mail pela conta institucional para soj@stj.jus.br, com nome completo, CPF, endereço e telefone. Recebido o e-mail, o tribunal solicitará o preenchimento de formuláriocadastral e o envio de documentos adicionais digitalizados. Confira o tutorial para cadastramento de representantes.

Envio de documentos

Ao enviar documentos, o ente público deve escolher o tipo, além de inserir a classe e o número do processo. É importante que seja informado o órgão remetente no espaço Observações.

Após o envio, o ente público receberá e-mail com os dados do documento e um número sequencial para fazer o acompanhamento pela CPE. Clique aqui e confira o vídeo sobre como encaminhar documentos.

Envio de processos

O serviço de envio de processos por entes públicos pela CPE é restrito às demandas de competência originária do STJ. Para facilitar o trâmite processual, é recomendado o preenchimento correto de todos os campos exigidos pelo sistema, com a identificação do tipo de peça a que corresponde cada documento e a correta organização dos arquivos, de acordo com a ordem em que são citados no feito.

Por exemplo, para um tribunal ou juízo suscitar conflito de competência, é preciso informar a classe processual e o número de CPF ou CNPJ de pelo menos uma das partes do processo em que se deu o conflito. Além disso, deverão ser enviadas as peças essenciais para a demonstração do conflito – petição inicial, contestação (caso exista), decisão do suscitante e decisão do suscitado –, sendo a petição inicial sempre a primeira a ser anexada.

Após encaminhar o processo, o ente público receberá e-mail de confirmação do envio, como ocorre com os documentos. Clique aqui e confira o vídeo sobre como fazer o envio de processos de competência originária do STJ.

Os arquivos anexados no momento do envio de documentos e processos de competência originária devem estar em formato PDF, e o limite máximo de tamanho por arquivo é de 10MB.

Informações

Para mais informações sobre o serviço, o STJ criou um canal de atendimento específico para os entes públicos, pelo e-mail clientecorporativo@stj.jus.br. Também há o atendimento por telefone (61 3319-8410), das 10h às 18h. Em caso de problemas técnicos com o sistema, o SAC pode ser acionado pelo número (61) 3319-9393.

Leia também:

Tribunal reúne em um só local os serviços mais acessados pelos operadores do direito

Aplicativo para celular facilita o peticionamento eletrônico no STJ

Vídeos auxiliam entes públicos a utilizar serviços de cadastro, acompanhamento de processos e documentos

Vídeo ajuda advogado a gerir seus processos na Central do Processo Eletrônico

Fonte Oficial: http://feedproxy.google.com/~r/STJNoticias/~3/KTF9joP0gik/14102020-Videos-explicam-como-entes-publicos-podem-enviar-documentos-e-processos-originarios-para-o-STJ.aspx.

​Os textos, informações e opiniões publicados neste espaço são de total responsabilidade do(a) autor(a). Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista do Portal do Magistrado.

Comentários

Confira Também

REJuri recebe artigos até dia 6; Fredie Didier Jr. destaca importância jurídica e acadêmica da revista – STJ

​​​​Os interessados em submeter artigos para publicação na segunda edição da Revista de Estudos Jurídicos …