Concad discute pauta de projetos e benefícios para advocacia – OAB

A Coordenação Nacional das Caixas de Assistência (Concad) realizou reunião virtualmente, nesta sexta-feira (16), para debater projetos e apresentar programas de benefícios para a advocacia. Durante o encontro, foi discutida a implementação do Programa Anuidade Zero nos estados que ainda não aderiram, bem como os desafios de cada região para a eficaz implantação do projeto que já é um sucesso e beneficia milhares de advogados nas seccionais em que ele funciona.

O coordenador nacional da Concad, Pedro Alfonsín, destacou o apoio do Conselho Federal e afirmou que as Caixas de Assistência têm trabalhado com foco em soluções que contemplem a advocacia não somente neste momento de crise pandêmica, mas também nas pautas que já eram temas atenção antes do surgimento da covid-19. “A Concad está sempre atenta a projetos que tragam saúde e benefícios aos advogados brasileiros e seus dependentes”, disse Alfonsín.

Outro tema que recebeu atenção especial na reunião desta tarde foi a implantação da Lei Geral de Proteção de Dados. “Tratamos também de outros assuntos de aperfeiçoamento da gestão, que é algo muito importante, sobretudo num contexto tão atípico como este trazido pela pandemia Além disso, pudemos avançar no debate sobre calendário e também de incrementos de outros benefícios aos advogados brasileiros”, acrescentou o coordenador nacional da Concad.

Houve também discussão a respeito do Fundo de Integração e Desenvolvimento Assistencial dos Advogados (FIDA) e sobre o cronograma de vacinação de 2021, com vistas a uma possível solução para a covid-19, caso esta vacina seja disponibilizada.

Fonte Oficial: http://www.oab.org.br/noticia/58480/concad-discute-pauta-de-projetos-e-beneficios-para-advocacia.

​Os textos, informações e opiniões publicados neste espaço são de total responsabilidade do(a) autor(a). Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista do Portal do Magistrado.

Comentários

Confira Também

OAB-RJ participa de campanha “Justiça para os Inocentes” – OAB

A fragilidade do uso pela Justiça de reconhecimentos por fotografias como prova única para condenar …