STF promove participação dos cidadãos em evento relacionado à Agenda 2030 da ONU – STF

Durante o webinar "Cortes Supremas, Governança e Democracia: Contribuições da Sociedade Civil para o Aprimoramento da Governança do Supremo Tribunal Federal", realizado nos dias 22 e 23 de outubro, o STF disponibilizou ao público, de forma experimental, um formulário para possibilitar a participação simultânea dos cidadãos no evento. Por meio de hotsite específico do evento, foi possível acessar o formulário e apresentar considerações, sugestões, críticas ou elogios.

Iniciativas como essa vão permitir que o Supremo, por meio de sua Coordenadoria de Pesquisas Judiciárias, da Secretaria de Altos Estudos, Pesquisas e Gestão da Informação, tome conhecimento sobre como as pessoas que acompanharem determinado evento percebem essa experiência, tendo como referência o objetivo para o desenvolvimento sustentável (ODS) "16" da Agenda 2030 (Paz, Justiça e Instituições Eficazes).

Em relação ao webinar, segundo as respostas apresentadas à pesquisa, o formato voltado à integração cidadã no evento indicou que a participação multidisciplinar e coletiva permite o aprimoramento do serviço público, difunde o conhecimento sobre projetos e temas em debate e promove inovações.

Em geral, a percepção dos participantes foi positiva quanto aos assuntos discutidos e a abordagem da governança judicial. "Os desafios do STF na atual quadra são imensos. Inicia bem a nova gestão ao pautar de pronto a temática da governança judicial", afirmou um participante. Entre as sugestões apresentadas, foi indicada a realização de mais pesquisas com respostas da sociedade.

EH//SAE

Fonte Oficial: http://www.stf.jus.br/portal/cms/verNoticiaDetalhe.asp?idConteudo=454301.

​Os textos, informações e opiniões publicados neste espaço são de total responsabilidade do(a) autor(a). Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista do Portal do Magistrado.

Comentários

Confira Também

Ministro Luiz Fux afirma que é preciso reescrever história do combate à corrupção no Brasil – STF

“É voz corrente que a corrupção é uma coisa histórica aqui no Brasil. Não podemos …