Dia do Dentista: conheça os desafios da profissão na pandemia e os serviços oferecidos pelo TST

Desde abril, os atendimentos da Seção de Odontologia passaram a ser realizados de forma telepresencial  

Dia 25 de outubro é comemorado o Dia Nacional do Dentista. A data coincide com a publicação do Decreto nº 9.311, de 1884, que criou, na Bahia e no Rio de Janeiro, os primeiros cursos de odontologia no país.

Ao longo dos anos, a odontologia foi se modernizando, principalmente, em relação às medidas de biossegurança e, durante a pandemia de covid-19, não seria diferente. Medidas que também precisaram ser implementadas na rotina de trabalho dos cinco profissionais que compõem a equipe da Seção de Odontologia do Tribunal Superior do Trabalho (SOOA).

Desafios 

Para a dentista Andrea Louise Arnold Vanni, que atua no setor desde 2009, em um primeiro momento, foi difícil lidar com o medo e a insegurança trazidos pelo exercício de uma profissão tão exposta à doença pouco conhecida e de fácil transmissão.

Segundo ela, o grande desafio foi descobrir como prestar atendimento presencial sem o risco de contaminação, tanto para a equipe, quanto para o paciente. “Fomos em busca de conhecimentos para estabelecer uma rotina com treinamentos, novos protocolos de biossegurança, equipamentos de proteção para equipe e pacientes e outras  formas de agendamentos de urgência, até chegarmos ao atendimento pela teleodontologia. Tudo muito novo”, ressalta.  

Missão  

Com o início do trabalho remoto no Tribunal, os atendimentos odontológicos foram direcionados para o celular de cada profissional. Assim, os pacientes podem relatar o ocorrido, enviar fotos, receber orientações e acompanhamento. 

Desde o mês de setembro, a SOOA está disponibilizando atendimento, via Google Meet, para orientações, esclarecimentos de dúvidas, encaminhamentos e urgências, caso o servidor apresente dor, traumatismo dentário ou processo infeccioso e inflamatório agudo. Em situações de emergência, a consulta pode até ser presencial mediante agendamento. 

Para a servidora, todo esse empenho tem como principal objetivo auxiliar na manutenção da saúde bucal de todos. Ela conta que a missão da unidade foi, desde o início da pandemia, não deixar magistrados, servidores e dependentes sem assistência em um momento tão difícil. “Acredito que esse apoio, mesmo a distância, tem conseguido proporcionar ao paciente conforto e tranquilidade quando sua queixa ou demanda são resolvidas”, revela.

Com uma média de até 25 atendimentos semanais, Andrea Louise Arnold Vanni ressalta que, mesmo diante de tantas incertezas vivenciadas durante a pandemia, o aprendizado só fortalece, ainda mais, a vocação. “A odontologia para mim é desafio, conquista, doação, amor e muitos sorrisos. Desistir, nunca”, conta.

Teleatendimento 

A marcação de teleatendimento pode ser realizada de segunda a sexta-feira, entre 13h30 e 17h30, pelos ramais 4468 ou 4289. 

(Andrea Magalhães/AB)

Fonte Oficial: TST.

​Os textos, informações e opiniões publicados neste espaço são de total responsabilidade do(a) autor(a). Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista do Portal do Magistrado.

Comentários

Confira Também

TST considera abusiva greve dos petroleiros de 2018

Para a maioria da SDC, a paralisação teve motivação política. 08/03/21 – A Seção Especializada em …