Em homenagem ao Dia da Consciência Negra, Fux afirma que inclusão é necessária para promover resgate histórico – STF

O presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), ministro Luiz Fux, lembrou que a Constituição Federal garante a igualdade entre os seres humanos e repudia o preconceito, ao homenagear o Dia da Consciência Negra, comemorado em 20 de novembro. O ministro destacou, ainda, que o Supremo, enquanto guardião da Carta Magna, tem a missão de defender os direitos humanos e a tutela das minorias vulneráveis.

“O Brasil foi a sociedade escravocrata mais longa de todo o mundo, e devemos, cotidianamente, nos lembrar disso para promover a inclusão social e do trabalho como resgate histórico máxime”, afirmou o ministro, durante palestra realizada no XXVI Congresso Nacional de Registro Civil (Conarci) nesta sexta-feira (20).

O ministro Luiz Fux já foi homenageado pela Educação e Cidadania de Afrodescendentes e Carentes (Educafro) e com o Troféu Raça Negra, da Sociedade Afrobrasileira de Desenvolvimento Sócio Cultural (Afrobras) e da Faculdade Zumbi dos Palmares, por seu engajamento na luta contra a discriminação racial e pela contribuição para a valorização, a inclusão e o respeito ao negro brasileiro.

Assessoria de Comunicação da Presidência

Fonte Oficial: http://www.stf.jus.br/portal/cms/verNoticiaDetalhe.asp?idConteudo=455712.

​Os textos, informações e opiniões publicados neste espaço são de total responsabilidade do(a) autor(a). Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista do Portal do Magistrado.

Comentários

Confira Também

Suspensa eficácia de decreto que instituiu a política nacional de educação especial – STF

O ministro Dias Toffoli, do Supremo Tribunal Federal (STF), suspendeu a eficácia do Decreto 10.502/ …