Páginas no Facebook e Instagram ampliam canais de comunicação do STF com a sociedade – STF

Para ampliar ainda mais os canais de comunicação com a sociedade, o Supremo Tribunal Federal (STF) lança contas oficiais em duas das maiores redes sociais da atualidade: Facebook e Instagram. A medida segue diretriz da gestão do presidente do STF, ministro Luiz Fux, de conduzir o Supremo a ser uma corte constitucional 100% digital, com ênfase nas inovações tecnológicas.

O Facebook é a maior rede social do mundo, com 2,6 bilhões de usuários. O Instagram é a quinta mais popular, com 1 bilhão de usuários. Desde 2009, o STF possui conta no YouTube e foi a primeira Corte Suprema do mundo a ter um canal oficial na comunidade de vídeos mais popular da internet, com 2 bilhões de usuários. O canal tem mais de 61 milhões de visualizações até agora e registra mais de 356 mil inscritos. A conta oficial no Twitter, aberta também em 2009, possui mais de 2,2 milhões de seguidores.

Assim como no Twitter, as páginas do Supremo no Facebook e no Instagram trazem informações sobre o dia a dia da Corte, com as notícias mais relevantes sobre decisões e julgamentos, serviços, campanhas institucionais, história, curiosidades, entre outras, abrindo um novo patamar no relacionamento com a sociedade.

Corte Constitucional Digital

Além das redes sociais, a Corte investe na consolidação do projeto STF Digital. A iniciativa consiste na modernização e na integração, em um único ambiente, de diversos sistemas ligados à prestação jurisdicional. O objetivo é disponibilizar uma plataforma capaz de sustentar a automatização do processo judicial de forma flexível, centralizada e integrada, que permite a atualização constante, evitando a obsolescência desse sistema.

“O STF caminha para se tornar a primeira corte constitucional 100% digital do planeta, com perfeita integração entre inteligência artificial e inteligência humana para o oferecimento on-line de todos os seus serviços”, afirma o ministro Luiz Fux.

Inovação

À frente da Presidência do STF, o ministro Luiz Fux dará prioridade também ao desenvolvimento de outras ferramentas para a modernização do Tribunal. Entre elas, o InovaSTF, que busca modernizar o processo judicial no Supremo por meio da execução centralizada de ações baseadas em tecnologias digitais. O projeto reunirá uma equipe multidisciplinar em ambiente único e inovador, para que sejam arquitetadas soluções de tecnologia jurisdicionais.

“Com essas medidas, o Supremo Tribunal Federal trabalha para implantar uma prestação jurisdicional cada vez mais eficiente e moderna, com transparência e diálogo, buscando aproximar-se cada vez mais do cidadão, por meio de canais novos e acessíveis”, enfatiza o presidente Luiz Fux.

RP/EH

Fonte Oficial: http://www.stf.jus.br/portal/cms/verNoticiaDetalhe.asp?idConteudo=455966.

​Os textos, informações e opiniões publicados neste espaço são de total responsabilidade do(a) autor(a). Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista do Portal do Magistrado.

Comentários

Confira Também

Ministro veda reconduções sucessivas para o comando da Assembleia Legislativa do Pará – STF

O ministro Alexandre de Moraes, do Supremo Tribunal Federal (STF), deferiu liminar para impedir a …