Projeto prevê pagamento progressivo de dívidas de estados e DF com União — Senado Notícias

Foi apresentado no Senado um projeto que estabelece a retomada progressiva dos pagamentos das dívidas dos estados e do Distrito Federal com a União, em razão da pandemia de covid-19. O Projeto de Lei Complementar (PLP) 247/2020 é de autoria do senador José Serra (PSDB-SP).

Segundo a proposta, entre janeiro de 2021 a julho de 2022, a União concederá redução extraordinária da parcela mensal dos contratos de refinanciamento de dívidas celebrados com os estados e o DF. Os valores pagos à União, de acordo com a proposta, serão lançados como pagamento dos juros contratuais, sendo o restante destinado à amortização do principal da dívida.

O texto ainda afasta a incidência de encargos por atraso das parcelas da dívida refinanciada não pagas, assim como o registro do nome do estado ou do DF em cadastros restritivos em decorrência exclusivamente da redução. Os valores atrasados correspondentes à redução extraordinária serão separados e posteriormente incorporados ao saldo devedor em janeiro de 2023, devidamente atualizados pelos encargos financeiros contratuais de adimplência.

O senador explicou que, durante o ano de 2020, a situação foi parcialmente resolvida pelo Programa Federativo de Enfrentamento ao Coronavírus, que suspendeu o pagamento da dívida com a União e a concessão de auxílios financeiros aos entes federativos. Porém, para os próximos anos, não existem medidas previstas por parte do governo federal.

“Os estados e o DF vêm enfrentado uma grave situação fiscal por causa da pandemia da covid-19. Em 2020, eles puderam contar com a suspensão do pagamento de dívidas junto à União. Mas ainda não há nenhuma medida para tratar esse problema nos próximos anos. Por isso apresentei esse projeto de lei para permitir que os estados e o DF voltem a pagar suas dívidas de forma progressiva e não abruptamente. Tal medida ajudará no reequilíbrio das finanças dos entes federativos”, disse o senador pelo Twiter.

Na justificativa do projeto, o parlamentar ressalta que “a retomada integral do fluxo de pagamento da dívida com a União levará ao desequilíbrio das finanças dos entes subnacionais, com impactos incalculáveis na prestação dos serviços básicos em saúde, educação, assistência social e segurança pública, entre outros”.

Agência Senado (Reprodução autorizada mediante citação da Agência Senado)

Fonte Oficial: https://www12.senado.leg.br/noticias/materias/2020/12/09/projeto-preve-pagamento-progressivo-de-dividas-de-estados-e-df-com-uniao.

​Os textos, informações e opiniões publicados neste espaço são de total responsabilidade do(a) autor(a). Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista do Portal do Magistrado.

Comentários

Confira Também

Orçamento de 2021 pode ser votado no dia 24 de março — Senado Notícias

Terminou nesta segunda-feira (1º) o prazo para apresentação de emendas ao projeto de Lei Orçamentária …