Senadores lamentam morte de Maguito Vilela, vítima de covid-19 — Senado Notícias

Senadores usaram as redes sociais para lamentar a morte do prefeito de Goiânia e ex-senador Maguito Vilela, aos 71 anos, na madrugada desta quarta (13). O político estava internado no Hospital Albert Einstein, em São Paulo, desde outubro, quando contraiu covid-19. Mesmo doente, Maguito liderou a corrida pela prefeitura e foi eleito em segundo turno, no fim de novembro. Ele tomou posse na UTI, por assinatura eletrônica, em 1º de janeiro e licenciou-se logo depois.

O senador Ciro Nogueira (PP-PI), lamentou o fato de Maguito não ter se recuperado a ponto de assumir efetivamente a cadeira. Ele se solidarizou com a família, ressaltando que a confiança dos goianos no político se comprova pelos diversos cargos públicos que ele ocupou ao longo da vida.

“Maguito é dono de uma bela história de serviço ao estado de Goiás. Na última eleição, foi escolhido para a prefeitura da capital mesmo tendo passado parte do período de campanha já hospitalizado. Isso prova a confiança da população em sua força e capacidade. É uma pena que ele não pôde assumir efetivamente esse mandato. Meus sentimentos à família”.

O senador Jorge Kajuru (Cidadania-GO) lamentou a morte, mencionando episódio em que apresentou o narrador de esportes Galvão Bueno a Maguito, então governador de Goiás, em 1997.

“Os dois viraram amigos. Todo aniversário de Galvão, o único político convidado era Maguito. Goiás está aos prantos. Kajuru, ser humano, está sem palavras” — disse.

Outro representante de Goiás, o senador Vanderlan Cardoso (PSD) expressou sentimentos à família, declarando que “Goiânia perde um grande gestor, Goiás e o Brasil perdem um grande político e nós perdemos um grande amigo”.

Líder do MDB, partido ao qual Maguito era filiado, o senador Eduardo Braga (AM) publicou uma nota de pesar. Ele lembrou do carinho que Maguito sempre teve com os amigos e o povo de Goiás.

O senador Renan Calheiros (MDB-AL) disse que o vírus segue enlutando famílias. E se referiu a Maguito como “um amigo querido, companheiro do MDB, prefeito de Goiânia e um dos melhores quadros políticos do país”.

Já o líder do Podemos, senador Alvaro Dias (PR), escreveu: “Luto. Morre Maguito Vilela, prefeito de Goiânia, depois de vitoriosa carreira política, foi derrotado pela covid-19. Muita dor e sofrimento. Meus pêsames e solidariedade”.

Biografia

Luiz Alberto Maguito Vilela nasceu em Jataí (GO) em 1949 e formou-se pela antiga Faculdade de Direito de Anápolis. Começou a carreira política como vereador na sua cidade natal. Também foi deputado estadual. Em 1986, elegeu-se deputado federal e participou da Assembleia Nacional Constituinte, quando integrou as Comissões de Soberania e Direitos e Garantias do Homem e da Mulher e de Organização Eleitoral, Partidária e Garantia das Instituições.

Em 1990, Maguito foi vice de Iris Rezende na chapa que venceu o governo de Goiás. Quatro anos depois elegeu-se ele mesmo governador. Após um mandato no Palácio das Esmeraldas, disputou e venceu a eleição para o Senado Federal. Foi membro da Casa de 1999 a 2006. Durante esse período, concorreu mais duas vezes ao governo estadual, mas não foi eleito. Após deixar o Senado, foi prefeito de Aparecida de Goiânia (GO) por dois mandatos, entre 2009 e 2016.

Em 2020, Maguito entrou na corrida pela prefeitura de Goiânia. Diagnosticado com covid-19, ele foi internado em 20 de outubro e transferido para São Paulo (SP) sete dias depois, antes mesmo do primeiro turno. Mesmo assim liderou a votação, passou para o segundo turno e foi eleito no fim de novembro. A prefeitura passa a ser comandada pelo vice, Rogério Cruz, que está no cargo desde o início do ano.

Maguito Vilela também foi vice-presidente nacional do PMDB, vice-presidente do Banco do Brasil e vice-presidente da Confederação Brasileira de Futebol (CBF). Segundo sua assessoria, o ex-senador será sepultado em Jataí.

Agência Senado (Reprodução autorizada mediante citação da Agência Senado)

Fonte Oficial: https://www12.senado.leg.br/noticias/materias/2021/01/13/senadores-lamentam-morte-de-maguito-vilela-vitima-de-covid-19.

​Os textos, informações e opiniões publicados neste espaço são de total responsabilidade do(a) autor(a). Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista do Portal do Magistrado.

Comentários

Confira Também

Após SP, CoronaVac começou a ser aplicada em outros estados na segunda — Senado Notícias

A vacinação nacional com a CoronaVac começou na segunda-feira (18). Os primeiros estados a receberem …