Senadores comemoram posse de Joe Biden e elogiam tom de união do discurso — Senado Notícias

A posse de Joe Biden como presidente dos Estados Unidos, na tarde desta quarta-feira (20), foi comemorada por senadores. Além de destacar a importância do processo democrático, eles elogiaram o tom pacificador do discurso, focado na união e no combate ao extremismo e à violência. O presidente do Senado, Davi Alcolumbre, disse esperar que Brasil e Estados Unidos estejam abertos para o diálogo e o entendimento.

“Em nome do Parlamento brasileiro cumprimento e desejo êxito ao presidente do Estados Unidos, Joe Biden, e à vice-presidente, Kamala Harris. Que os nossos países possam manter abertos os canais do diálogo e do entendimento, sempre buscando o equilíbrio”, disse Davi pelo Twitter.

Na mesma linha, o líder do PSDB, senador Roberto Rocha (PSDB-MA), falou do fortalecimento das relações bilaterais. “Cumprimento Joe Biden pela posse no cargo de presidente dos Estados Unidos. Desejo-lhe êxito na condução do seu país e que as relações bilaterais entre os povos Brasil-EUA se fortaleçam ainda mais”, disse.

Fernando Collor (Pros-AL) destacou os interesses comuns de Brasil e Estados Unidos: “Um novo governo toma posse hoje nos Estados Unidos. Brasil e Estados Unidos são países de enorme importância mútua, interesses comuns e muitos pontos de convergência. Estou confiante que continuaremos trabalhando juntos em benefício de brasileiros e norte-americanos. Êxito à nova administração”, publicou o senador nas redes sociais.

Vice-presidente da Comissão de Relações Exteriores (CRE), o senador Marcos do Val (Podemos-ES) desejou um bom governo ao empossado: “Como vice-presidente da Comissão de Relações Exteriores e Defesa Nacional desejo toda benção para o novo governo dos EUA e ainda melhores relações com o Brasil”.

 Democracia

Para Alessandro Vieira (Cidadania-SE), a posse de Joe Biden é resultado do processo democrático.A posse de Joe Biden e Kamala Harris mostra a beleza da democracia. Não é perfeita, dá muito trabalho, mas é a melhor forma de solucionar os problemas da sociedade. Não está satisfeito com seus representantes? Trabalhe e seja a mudança. Só reclamar em redes sociais não muda nada”, destacou o senador pelo Twitter.

O líder do MDB e da maioria no Senado, Eduardo Braga (MDB-AM), classificou o dia de hoje como emocionante. Para ele, o mundo inteiro estava com os olhos voltados para a posse do novo presidente. O senador disse torcer para que o governo de Biden seja o marco de uma nova era de mais tolerância, diálogo, responsabilidade política e maior compromisso com o meio ambiente.

“Joe Biden fez um apelo, em seu discurso de posse, pela união e pelo diálogo. Disse que, independente de ideologias ou preferências políticas, as pessoas precisam se unir em prol da liberdade, do respeito e da verdade. Devem se unir para combater o ódio, o extremismo, a violência, a doença e o desemprego. Um recado que serve muito bem para todos nós, brasileiros. Viva a democracia!”, comemorou.

A líder do Cidadania, senadora Eliziane Gama (MA), disse esperar que o povo dos estados unidos possa iniciar  um novo ciclo de desenvolvimento humano, fortalecimento da democracia e realinhamento diplomático com o Brasil, com base em interesses mútuos”.

Já a senadora Maria do Carmo Alves (DEM-SE) comemorou pela rede social o simbolismo da posse de Kamala Harris. “Kamala faz história. Kamala Harris foi empossada como vice-presidente, a primeira mulher e a primeira negra a chegar à Casa Branca. Sua ascensão tem caráter histórico e também acena para o futuro da mulher na política mundial”.

Trump

Além do tom de união usado por Biden, os senadores também fizeram referências ao fim do governo de Donald Trump e criticaram as posições do ex-presidente dos Estados Unidos. Para o líder do PT, senador Rogério Carvalho (SE), as palavras de Biden podem inspirar o Brasil a vencer o medo da “sombra que nunca acaba”.

“A gente se livra hoje de um negacionista irracional que estimulava a divisão artificial da humanidade, através do preconceito, do racismo, do populismo barato a fim de reforçar as desigualdades que já não cabem mais nesta era. Que a luz deste grande dia  ilumine o Brasil!”, comemorou.

Fabiano Contarato (Rede-ES) declarou que o mundo respira aliviado com o fim da era Trump. “Com a diversidade de seu governo, Biden e Harris acenam à reconciliação do povo americano. Que não percam de vista a ‘América Esquecida’: assim, as cicatrizes na democracia fecharão por si mesmas. Que esse dia chegue para o Brasil!”, publicou o senador.

Cid Gomes (PDT-CE) afirmou que o que ocorreu nos Estados Unidos pode servir de exemplo para o Brasil: “Os EUA acabam de virar uma página opaca da própria história. A democracia é assim, possibilita o erro e a correção dentro das regras. Essa é principal lição que fica: a esperança de que chegue a nossa hora de corrigir um erro catastrófico, afastando esse presidente incompetente”.

Já Humberto Costa (PT-PE) afirmou que Trump já foi embora e que o próximo deve ser Jair Bolsonaro. “Trump saiu hoje pela porta dos fundos. Espero que em breve Bolsonaro siga o exemplo do seu grande amigo”.

Agência Senado (Reprodução autorizada mediante citação da Agência Senado)

Fonte Oficial: https://www12.senado.leg.br/noticias/materias/2021/01/20/senadores-comemoram-posse-de-joe-biden-e-elogiam-tom-de-uniao-do-discurso.

​Os textos, informações e opiniões publicados neste espaço são de total responsabilidade do(a) autor(a). Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista do Portal do Magistrado.

Comentários

Confira Também

Tasso Jereissati quer CPI para investigar atuação do presidente da República na pandemia — Senado Notícias

O senador Tasso Jereissati (PSDB-CE) defendeu a instalação de uma Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) …