Em 2020, TSE ampliou atuação nas redes sociais e alcançou número recorde de seguidores — Tribunal Superior Eleitoral

As redes sociais do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) ganharam milhares de seguidores em 2020. E quem ganhou mesmo com isso foi o cidadão, que teve acesso a informações verdadeiras e oficiais sobre as Eleições Municipais de 2020 e a Justiça Eleitoral, unindo-se ao Tribunal no combate à desinformação.

Confira vídeo sobre o assunto aqui

O número de seguidores no Instagram do TSE quase triplicou se comparado janeiro de 2020 com janeiro de 2021 (até a data desta terça-feira, 19.01). De 77 mil, o número saltou para 207 mil. Mas é no YouTube que os números chamam mais atenção. Em janeiro de 2020 eram 5.632 visualizações e apenas 17 inscritos no mês. Em dezembro de 2020, o canal da Justiça Eleitoral no YouTube teve 360,4 mil visualizações e 4,2 mil novos inscritos.

Em 2020, o Twitter do TSE também cresceu, e ganhou 72 mil novos seguidores, passando de 308 mil a 380 mil seguidores. O Facebook do Tribunal ganhou 30 mil novos seguidores em 2020, passando, de 215 mil para 244 mil seguidores.

Já o Portal do TSE – que abriga informações sobre eleições, serviços ao eleitor, pesquisa de jurisprudência, publicações e outros assuntos com temática eleitoral – teve 278.808.073 visualizações. Por sua vez, o Portal da Justiça Eleitoral (JE) – que traz informações importantes para os eleitores – teve 31.806.425 visualizações. Esses dados do Portal da JE incluem os acessos ao Portal das Eleições. O TSE conta ainda com um canal no Flickr para compartilhamento de fotos.

Bons resultados

Fábia Galvão, coordenadora de Redes Sociais, Campanhas e Portais do TSE, acredita que o crescimento nas redes sociais do Tribunal pode ser atribuído a três razões: ao ano eleitoral, que naturalmente desperta um interesse maior dos conteúdos; à pandemia da Covid-19, que trouxe muita insegurança e incertezas, com um ambiente de desinformação gerando uma busca por fontes oficiais; e ao trabalho árduo da gestão atual do Tribunal para dar mais transparência e ajustar a linguagem dos seus canais à linguagem da população.

“Além do crescimento em números de seguidores nas redes, o principal resultado desse trabalho realizado em 2020 foi a baixa abstenção nas Eleições Municipais. As ações desenvolvidas certamente contribuíram para que as pessoas tivessem mais confiança para votar em plena pandemia”, ressaltou.

O combate à desinformação é, aliás, um dos principais compromissos da atual gestão do TSE. Para o presidente do TSE, ministro Luís Roberto Barroso, a Justiça Eleitoral tem um papel importante, porém residual, no enfrentamento das fake news. “Os principais atores são, em conjunto, as mídias sociais, os veículos de imprensa e a própria sociedade”, destaca.

Novidade

Mais novo canal do TSE, criado em outubro de 2020, o perfil oficial no TikTok do Tribunal possui atualmente 18.436 seguidores. O vídeo mais visto em 2020 abordava os procedimentos que deveriam ser adotados pelos eleitores no dia da votação das Eleições Municipais, disponível aqui, com mais de 1,2 milhão de visualizações. Criado com o objetivo de se comunicar com os mais diversos públicos, o canal vem levando informações atualizadas de maneira acessível, democrática e irreverente aos seguidores.

Para Tatiana Cochlar, coordenadora de Rádio e TV do TSE, o canal do Tribunal no TikTok foi um grande desafio. “Fomos a primeira instituição do Judiciário a entrar na rede. Não tínhamos nenhuma referência. Fazia parte do desafio de realizar uma eleição no meio da pandemia: uma experiência sem precedentes, em que ou você se joga ou você se joga, abraçando tudo o que essa plataforma traz de inovador em termos de comunicação”, disse.

MM/CM, DM

Fonte Oficial: https://www.tse.jus.br/imprensa/noticias-tse/2021/Janeiro/em-2020-tse-ampliou-atuacao-nas-redes-sociais-e-alcancou-numero-recorde-de-seguidores-1.

​Os textos, informações e opiniões publicados neste espaço são de total responsabilidade do(a) autor(a). Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista do Portal do Magistrado.

Comentários

Confira Também

INSS expande uso de dados biométricos do TSE para prova de vida — Tribunal Superior Eleitoral

O Tribunal Superior Eleitoral provê serviços de conferência biométrica, desde agosto do ano passado, para …