Senadores reverenciam memória das vítimas do Holocausto — Senado Notícias

O Dia Internacional em Memória das Vítimas do Holocausto, transcorrido nesta quarta-feira (27), foi lembrado por vários senadores. Pelas redes sociais, eles reverenciaram a memória de milhões de vítimas do regime nazista, cuja máquina de extermínio tinha como principal alvo os judeus. Os senadores afirmaram que lembrar é importante para que algo assim jamais volte a acontecer.  

“Hoje, Dia Internacional em Memória das Vítimas do Holocausto é um dia de lembrança e dor em nome das 6 milhões de vítimas assassinadas pelo maior genocídio da história. Para que a humanidade nunca se esqueça e para que o horror nunca se repita. Nós lembramos”, disse o presidente do Senado, Davi Alcolumbre, que é judeu.

O dia 27 de janeiro foi escolhido em Assembleia Geral das Nações Unidas porque foi nesta data, em 1945, que houve a invasão do maior campo de extermínio nazista, Auschwitz-Birkenau, na Polônia, pelas tropas soviéticas, como lembraram os senadores Randolfe Rodrigues (Rede-AP) e José Serra (PSDB-SP).

“Há 76 anos, soldados da União Soviética libertaram Auschwitz. Por isso, hoje marca o Dia Internacional de Memória das Vítimas do Holocausto. É uma lembrança dolorosa, mas que apesar de tudo, deve ser lembrada, especialmente em tempos de negacionismo. Para que nunca mais aconteça!”, publicou Randolfe nas redes sociais.

“Hoje é o Dia Internacional em Memória das Vítimas do Holocausto. A data remete à libertação dos prisioneiros do campo de concentração de Auschwitz, em 1945. Como bem disse o Papa Francisco, é preciso recordar e estar atento para que não aconteça novamente”, disse Serra, que usou a hashtagwe remember” (nós lembramos).

Para Fernando Collor (Pros-AL) a dor lembrada nesta data deve servir como força para lutar contra a intolerância. “Hoje é o Dia Internacional em Memória das Vítimas do Holocausto. Recordar esta tragédia dói. Que a dor dessa lembrança reforce diariamente nossa disposição de lutar pela tolerância, promoção da democracia e da diversidade, combatendo o ódio e a discriminação. Dignidade para todos, disse o senador.

Cerimônia

Também pelo Twitter, o senador Alvaro Dias (Podemos-PR) ressaltou que a data é uma homenagem às milhões de pessoas torturadas e mortas nos campos de concentração comandados pela Alemanha Nazista. Ele também divulgou uma cerimônia virtual que será feita pela Confederação Israelita do Brasil (Conib) para marcar a data. A homenagem pode ser acompanhada na página da confederação no Youtube.

Também pelas redes sociais, os senadores senador Carlos Viana (PSD-MG) e Marcos do Val (Podemos-ES), vice-presidente da Comissão de Relações Exteriores (CRE), pediram que a memória das vítimas nunca seja esquecida.

“No auge do Holocausto, em 1944, eram assassinadas seis mil pessoas por dia no local. A campanha mundial ‘We Remember’ é uma forma de demonstrar respeito à história e às 6 milhões de vítimas que perderam suas vidas nesse genocídio”, disse Marcos do Val.

Agência Senado (Reprodução autorizada mediante citação da Agência Senado)

Fonte Oficial: https://www12.senado.leg.br/noticias/materias/2021/01/27/senadores-reverenciam-memoria-das-vitimas-do-holocausto.

​Os textos, informações e opiniões publicados neste espaço são de total responsabilidade do(a) autor(a). Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista do Portal do Magistrado.

Comentários

Confira Também

Tasso Jereissati quer CPI para investigar atuação do presidente da República na pandemia — Senado Notícias

O senador Tasso Jereissati (PSDB-CE) defendeu a instalação de uma Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) …