STF lança marca para celebrar seus 130 anos na Era Republicana – STF

Em comemoração aos 130 anos de Supremo Tribunal Federal (STF) na República (1891 – 2021) – que serão lembrados logo mais, na sessão plenária desta quarta-feira (25), em discurso do presidente da Corte, ministro Luiz Fux – foi elaborada uma marca a fim recapitular visualmente um pouco da história do Tribunal. O desenho proposto mescla o passado e o presente, com a utilização de registros fotográficos antigos, complementados, de maneira harmoniosa, com imagens atuais. Essa identidade visual será utilizada em publicações sobre o tema ao longo do ano.

Para dar modernidade à marca, foram usadas formas geométricas – círculos, semicírculos – e traços presentes na arquitetura e no design do Tribunal, além de cores que vão do marrom ao sépia. O objetivo foi trazer elegância à marca e, ao mesmo tempo, remeter ao passado, segundo explica a assessora Flávia Coelho Arlant, da Secretaria de Altos Estudos, Pesquisas e Gestão da Informação (SAE), setor do Tribunal responsável pela criação.

Slogan

“As tipologias usadas também reforçam essa dualidade: o passado e o futuro, que não são oposição absoluta e, sim, uma existência simultânea”, explica. Junto à marca, está o slogan “Celebrar a história para concretizar o futuro”, o qual conceituou, de modo forte e sintético, a identidade visual lançada pela Corte, conforme Flávia Arlant.

Outras ações

A produção da marca é uma de muitas ações que serão realizadas durante todo o ano de 2021 com o intuito de lembrar parte da trajetória da mais alta Corte do país. Estão previstas a confecção de selo e o lançamento de um hotsite comemorativo.

As iniciativas incluem ainda matérias especiais veiculadas no site do STF, na TV e na Rádio Justiça, que também produzirão programas para registrar e celebrar diversos aspectos dos 130 anos do STF. Além disso, as redes sociais do Tribunal irão publicar conteúdo sobre a data com hashtags específicas, tags, lives e quiz envolvendo registros históricos e o papel do Supremo ao longo da história.

EC/EH

 

Fonte Oficial: http://www.stf.jus.br/portal/cms/verNoticiaDetalhe.asp?idConteudo=461130.

​Os textos, informações e opiniões publicados neste espaço são de total responsabilidade do(a) autor(a). Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista do Portal do Magistrado.

Comentários

Confira Também

Ministra anula condenação de casal em situação de rua por tentativa de furto em supermercado – STF

A ministra Cármen Lúcia, do Supremo Tribunal Federal (STF), determinou a absolvição de um casal …