Sócio terá parte da conta penhorada para o pagamento de dívidas à ex-empregada

A Subseção Dois de Dissídios Individuais do Tribunal Superior do Trabalho determinou a penhora de 20% da conta-salário do sócio de um bar e restaurante de Goiânia (GO). A determinação visa garantir o pagamento de parcelas devidas a uma ex-empregada. A decisão também leva em conta a possibilidade de penhora para a satisfação de parcelas de natureza alimentar e, ainda, a necessidade de garantir a subsistência do devedor.

Entenda o caso com o repórter Pablo Lemos.

Fonte Oficial: TST.

​Os textos, informações e opiniões publicados neste espaço são de total responsabilidade do(a) autor(a). Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista do Portal do Magistrado.

Comentários

Confira Também

Ação contra o Banco do Brasil que já passou por quatro juízos voltará a São José dos Campos (SP)

A SDI-2 rejeitou o conflito de competência suscitado por uma das Varas locais. 22/04/21 – A …