Senadores lamentam morte de Major Olimpio — Senado Notícias

Os senadores lamentaram a morte do senador Major Olimpio (PSL-SP), que ocorreu nesta quinta-feira (18) devido a complicações com a covid-19. Eles também manifestaram sua solidariedade com a família e os amigos do senador por São Paulo.

Em nota, Davi Alcolumbre (DEM-AP), que já foi presidente da Casa, destacou que Major Olimpio foi um “político combativo, honesto e firme”. E lembrou que, antes de ser senador, Major Olimpio foi deputado estadual e deputado federal. Davi também afirmou que o colega era “um homem de convicções fortes e de bom coração. Perde a política brasileira e todos nós, que ficamos mais pobres e mais tristes”.

Ao homenagear Major Olimpio no Instagram, Eduardo Girão (Podemos-CE) disse que “seu radiante amor por esta nação contagiava e inspirava qualquer um”. Segundo Girão, o colega sempre trabalhou pela ética e pela verdade, enfrentando a impunidade e a corrupção. “Que Jesus possa contar com mais um trabalhador em prol da paz e do bem da Humanidade.”

Homenagens no Twitter

Vários senadores se manifestaram pelo Twitter. Paulo Rocha (PT-PA) fez o seguinte registro: “Nossos sentimentos aos familiares e amigos do senador Major Olimpio, mais uma vítima do covid-19”. Sérgio Petecão (PSD-AC) declarou que “perdemos um grande guerreiro”, além de ressaltar que o colega era um homem de coragem e de muitos sonhos.

O líder do governo no Senado, Fernando Bezerra Coelho (MDB-PE), destacou que “perdemos um grande companheiro e um grande brasileiro, que serviu com honradez o seu querido estado de São Paulo”.

Randolfe Rodrigues (Rede-AP) fez esta publicação: “Meu amigo, vamos continuar a luta por aqui. Que sua passagem seja confortável. É um dia de tristeza a todos que conviveram contigo dentro e fora do Senado Federal”.

Para Kátia Abreu (PP-TO), Major Olimpio era “um valente com coração de menino” que vai fazer muita falta. Colega de partido de Major Olimpio, Soraya Thronicke (PSL-MS) disse que perdeu um amigo, um irmão e um exemplo de retidão. “Calaram uma voz como poucas. Vá com Deus”, publicou Soraya.

Ao lamentar a morte de Major Olimpio, Weverton (PDT-MA) registrou que teve “a alegria de conviver [com ele] primeiro no PDT e em seguida no Senado. Nossos embates e conversas farão falta”. Jorginho Mello (PL-SC) ressaltou que ficou “profundamente entristecido com a notícia”, e que perdeu um “amigo e colega”.

Luiz do Carmo (MDB-GO) definiu a morte do senador como outra “dolorosa partida” e lembrou que Major Olimpio “exerceu com excelência por 29 anos a carreira militar, era bacharel em ciências jurídicas e sociais, jornalista e professor de educação física”. Izalci Lucas (PSDB-DF) afirmou que Major Olimpio era combativo, trabalhador e um digno representante do estado de São Paulo no Senado. E acrescentou que o colega “tinha imenso amor pelo Brasil. Que o seu exemplo nos ajude a continuar no combate a essa doença”.

Jorge Kajuru (Cidadania-GO) disse “estar sem palavras e rumo, pois o Major Olimpio era muito especial na minha vida por sua lealdade canina”. Segundo Eduardo Braga (MDB-AM), a lembrança da coragem e da determinação do colega ficará sempre conosco. “Que Deus conforte a família e acolha o nosso senador de braços abertos”, declarou Braga.

Para Elmano Férrer (PP-PI), Major Olimpio foi um homem de lutas republicanas, que honrou seus mandatos de deputado e de senador. “Vai fazer falta no Parlamento”, lamentou. Esperidião Amin (PP-SC) registrou que “é profundamente triste perder um parlamentar diligente e atuante como o Major Olímpio”.

Marcos do Val (Podemos-ES) ressaltou que é uma “perplexidade” perder “mais um amigo” a quem tanto admirava. Alessandro Vieira (Cidadania-SE) frisou que o momento “é muito duro para cada um de nós” e acrescentou que Major Olímpio morreu lutando na linha de frente, deixando um “exemplo de coragem”.

Flávio Arns (Podemos-PR) disse que Major Olimpio, a exemplo de toda a sua vida pública, agiu como um combatente até o último instante. Arns também frisou que o colega fará muita falta. Jarbas Vasconcelos (MDB-PE) afirmou que ainda está “sem acreditar que o Senado Federal perdeu para a covid-19 mais um de seus representantes”. Ele lamentou o falecimento e manifestou solidariedade aos familiares do colega.

Vanderlan Cardoso (PSD-GO) declarou que Major Olimpio era um “homem de personalidade forte, que fará muita falta não só ao Congresso Nacional, mas a toda a política brasileira”. Zequinha Marinho (PSC-PA) ressaltou sua tristeza com a morte do colega e pediu que “Deus conforte sua família e seus parentes”. Segundo Zequinha, “sua postura parlamentar, firme e persistente diante de temas relevantes ao país, fará falta”.

Para Angelo Coronel (PSD-BA), o Brasil perde um parlamentar corajoso, combativo e excelente como colega. Ele ainda pediu que “Deus conforte sua família e a todos que o seguiam”. Para Telmario Mota (Pros-RR), Major Olimpio era “um homem forte, corajoso, de posição firme, que lutava bravamente no Senado Federal a favor dos brasileiros, e que não conseguiu vencer a batalha para esse vírus invisível e feroz”.

Omar Aziz (PSD-AM) registrou que recebeu a notícia da morte do colega com “profundo pesar”. Segundo ele, o senador por São Paulo era um “político combativo, que esteve sempre na luta por melhores condições da nossa segurança pública”. Marcelo Castro (MDB-PI), por sua vez, ao lamentar a morte e manifestar solidariedade aos familiares e amigos do colega, também pediu para que os brasileiros “tenham cuidado”.

Líder do governo no Congresso, Eduardo Gomes (MDB-TO) destacou que perdeu “um querido amigo, com quem dividia o mandato, e que apesar das divergências sempre pautava os nossos debates pelo respeito”. Lucas Barreto (PSD-AP) definiu o colega como “um amigo de grande caráter, um parlamentar combativo e dedicado, que fará muita falta entre nós”.

De acordo com Alvaro Dias (Podemos-PR), Major Olimpio, “sempre guerreiro, sempre corajoso, sempre presente pelo Brasil, fará muita falta”. Roberto Rocha (PSDB-MA) manifestou seus “sentimentos à família” e disse ter a certeza de que “o Pai o receberá em seus braços”, além de ressaltar que Major Olimpio “nos deixa como um exemplo de político de convicções e palavra forte”. Para Plínio Valério (PSDB-AM), “perdemos, todos nós, um excelente senador, um verdadeiro patriota, um guerreiro amigo”.

Lasier Martins (Podemos-RS), que está se recuperando da covid-19, declarou que Major Olimpio era um amigo e “companheiro de lutas”. E acrescentou que “sua a figura combativa fará falta ao Congresso e à política nacional”. Rose de Freitas (MDB-ES) definiu o senador por São Paulo como “amigo, guerreiro, pessoa determinada, corajosa, cheia de energia para o trabalho e para a vida”, além de sempre ter sido “disposto a buscar caminhos que diminuíssem as dificuldades e as injustiças praticadas contra o povo”.

Nilda Gondim (MDB-PB) pediu que “Deus abençoe e console toda a família dele neste momento difícil”. Otto Alencar (PSD-BA) afirmou que sentirá falta da convivência com Major Olimpio e manifestou “solidariedade, apoio e força para sua família”. Flávio Bolsonaro (Republicanos-RJ) manifestou seus “sentimentos a familiares e amigos do senador” e pediu “que Deus o tenha e conforte a todos”.

Styvenson Valentim (Podemos-RN) afirmou que Major Olimpio “era como um irmão, com quem dividi bandeiras e ideias dentro do Senado”. Ele expressou “todo o seu pesar” aos familiares e amigos e acrescentou: “Assim como eu, Major Olimpio era da Polícia Militar e sonhava com um país melhor, mais justo”. Mara Gabrilli (PSDB-SP) declarou estar “desolada com a morte do senador Major Olímpio, que se tornou um grande parceiro no Senado”. Segundo ela, o estado de São Paulo e o Brasil perdem um senador atuante e combativo. Ela também disse que essa é “mais uma morte na conta da omissão do desGoverno brasileiro”.

Eliziane Gama (Cidadania-MA) afirmou que recebeu com muita tristeza a notícia da morte de Major Olimpio. “Embora divergentes em alguns aspectos políticos, éramos grandes colegas e tínhamos muito respeito mútuo, tanto na atuação no Senado como na atuação na Câmara dos Deputados”. Ela também pediu “que Deus conforte a família e os amigos”. Mailza Gomes (PP-AC) apontou que recebeu “com bastante tristeza” a notícia da morte de Major Olimpio. Ela manifestou solidariedade “aos amigos, familiares e assessores neste momento de dor” e pediu “que Deus conforte os corações”. Carlos Fávaro (PSD-MT) também usou sua conta no Twitter para homenagear Major Olímpio e lamentar sua morte, além de manifestar solidariedade com os familiares do colega. 

Voz

Tasso Jereissati (PSDB-CE) disse que “atrás daquele vozeirão havia um homem incrivelmente bom”. Ele destacou o grande cidadão e ser humano que foi Major Olimpio, que lutou com integridade e firmeza por seus ideais, “colocando o interesse da coletividade acima dos próprios”. Irajá (PSD-TO) disse não ter palavras para expressar sua tristeza pela morte do colega, “mais uma vítima dessa tragédia diária que tomou conta do Brasil”. Ele ainda manifestou solidariedade à família, aos amigos e aos eleitores de Major Olimpio.

Oriovisto Guimarães (Podemos-PR) lamentou perder “um companheiro de luta” e disse que jamais esquecerá “sua voz forte, sua disposição de luta pela verdade e para o bem do Brasil”. Ele registrou sua “profunda solidariedade aos familiares e amigos desse grande homem, que fará enorme falta”. Ciro Nogueira (PP-PI) também disse “lamentar mais essa perda” e manifestou seus “sentimentos à família, aos amigos e a milhões de pessoas do estado de São Paulo que o escolheram para representá-las no Senado”. Confúcio Moura (MDB-RO) lamentou a “triste notícia” e afirmou que, “neste momento de luto, me solidarizo com seus familiares e amigos”.

Paulo Paim (PT-RS) lamentou a perda de “um grande homem, uma voz estridente, um líder nato, que olhava para a população como um todo”. Ele manifestou solidariedade aos familiares e amigos e pediu “que Deus conforte o coração de todos”. Zenaide Maia (Pros-RN) registrou que “estamos vivendo dias tristes”. Ela disse que recebeu a notícia da morte de Major Olimpio com “profundo pesar”. “Meus sentimentos e orações para que Deus dê força aos familiares nesse momento de dor”, declarou a senadora.

Vítimas

Também pelo Twitter, José Serra (PSDB-SP) lamentou a morte de Major Olimpio, “mais uma vítima da covid-19, o terceiro senador [que morre] pela mesma razão”. Ele disse que, “a despeito de algumas divergências políticas, sempre estivemos juntos nos projetos em prol de São Paulo e do Brasil”. Segundo Serra, o Brasil perde “uma força política, ainda no começo da vida pública”. Ele ainda manifestou seus “sinceros sentimentos à sua família e aos amigos” e também “às mais de 280 mil famílias enlutadas no país” devido à pandemia.

Mecias de Jesus (Republicanos-RR) afirmou que o Brasil perdeu “um grande político, que sempre lutou pelo que acredita, em favor do país”. Assim como Serra, Mecias lembrou que Major Olimpio é o terceiro senador a falecer em decorrência da covid-19 — os outros foram José Maranhão e Arolde de Oliveira.

Humberto Costa (PT-PE) também ressaltou que, “com a triste notícia da morte cerebral de Major Olimpio, o Senado perde o seu terceiro membro para a covid-19, uma doença que já ceifou a vida de mais de 285 mil brasileiros em um ano”. Ele manifestou solidariedade à família e aos amigos de Major Olímpio.

Veneziano Vital do Rego (MDB-PB) também lamentou a morte do colega, a quem chamou de “um grande companheiro, com o qual mantinha uma relação de grande respeito e admiração mútuos”. Veneziano pediu que Deus “conforte seus familiares e amigos neste momento de imensa dor, como também os milhares de brasileiros que, igualmente, choram pela perda de seus entes queridos nesta pandemia”.

Em sua conta no Twitter, Antonio Anastasia (PSD-MG) lamentou a morte do colega, a quem chamou de “guerreiro e obstinado”. Ele destacou que a covid-19 já “dilacerou quase 300 mil famílias”. Ao reiterar seu “pesar e tristeza” pelo falecimento de Major Olimpio, ele declarou o seguinte: “Levo a todos os seus familiares e amigos e a toda a população de São Paulo que acompanhou seu trabalho árduo e sua luta os meus sentimentos e meu abraço solidário”.

Rogério Carvalho (PT-SE) também manifestou “solidariedade à família do senador Major Olimpio, terceiro senador que perdemos para a covid-19″. “Descanse em paz Major!”, disse ele. Rogério ainda registrou “solidariedade para cada mãe, pai, filha, filho, que choram pela partida de seus entes queridos”. E pediu: “Cuide-se e cuide de quem você ama”.

Marcos Rogério (DEM-RO) ressaltou que recebeu a notícia com muita tristeza. E também foi outro a destacar que Major Olimpio “é o terceiro senador a perder a vida em consequência dessa horrível doença, que já matou quase 300 mil brasileiros”.

Simone Tebet (MDB-MS) disse preferir que Major Olimpio “estivesse chegando, e não partindo. Ele e os mais de 280 mil brasileiros que também se foram, numa despedida sem abraços, sem acenos de mão”.

“O céu agora vai ter o guardião que nos fará falta, principalmente neste tempo em que é preciso gritar. Que Deus, o major de todos nós, console sua família e seus amigos”, declarou a senadora em de nota.

CPI da Covid-19

Por meio de uma nota, o senador Jean Paul Prates (PT-RN) lembrou que o senador Major Olimpio era seu vizinho de gabinete no Senado. E disse que aprendeu a admirá-lo, “por mais que tivéssemos discordâncias políticas e ideológicas”. Jean Paul definiu o colega como “firme nas posições, afável no trato e inteligente no debate”. Assim como outros colegas, ele reiterou que “Major Olímpio vai fazer falta ao povo de São Paulo e ao Senado”.

Ao destacar que o vírus da covid-19 “não vê coloração partidária ou idade” e que atualmente cerca de 3 mil brasileiros morrem diariamente devido à pandemia, Jean Paul afirmou que é hora de “dar um basta a esta mortandade”. Ele defende a instalação de uma comissão parlamentar de inquérito (CPI) para investigar a atuação do governo federal em relação à pandemia: “Precisamos corrigir os rumos do país. A CPI da Covid-19 não pode mais ser adiada”.

Cid Gomes (PDT-CE) também apoia a instalação de uma comissão parlamentar de inquérito. “Quantas pessoas precisarão morrer para ser instalada a CPI da Covid no Senado Federal?”, questionou. Ele argumenta que os requisitos legais para a instalação já foram preenchidos, que o descaso de Bolsonaro em relação à pandemia e às mortes precisa parar e que o “Congresso não pode ser cúmplice desse genocídio”.

Para Cid Gomes, Major Olimpio era “um parlamentar atuante e muito ativo na defesa do que acreditava”. Além de lamentar a morte do colega, Cid manifestou solidariedade com a família do senador por São Paulo.

Vacina

Daniella Ribeiro (PP-PB) declarou que o Brasil perde “um dos senadores mais combativos e atuantes”, que “faleceu da mesma forma que viveu: lutando”. Para a senadora, “é muito triste o que estamos testemunhando”. Ela acrescentou que é preciso “dar celeridade a essa vacinação” e que “estamos trabalhando por isso”. Romário (Podemos-RJ) também registrou estar “muito triste com a notícia do falecimento do senador Major Olimpio”. Ele expressou “sinceros sentimentos à família, amigos e eleitores” e destacou que “só a vacina evitará a continuidade desta tragédia”.

Wellington Fagundes (PL-MT) também manifestou solidariedade à família e aos amigos de Major Olimpio pela “perda de um homem honrado e comprometido com a defesa da população”. Para ele, “é uma voz forte que se silencia diante dessa trágica pandemia”. Wellington também defendeu “vacina já”.

Ao lamentar a morte de Major Olimpio, Rodrigo Cunha (PSDB-AL) ressaltou que “o Brasil passa por um momento soturno, em que mais de 285 mil pessoas já perderam suas vidas”. Ele também disse que “o momento é gravíssimo e carece de um esforço conjunto e coordenado para acelerar a imunização” da população”. Rodrigo Cunha também defendeu medidas de contenção do contágio e de amparo social em âmbito nacional.

Câmara

Para homenagear Major Olimpio, os deputados federais fizeram um minuto de silêncio. Antes de se tornar senador, Major Olimpio foi deputado federal entre 2015 e 2018. A homenagem foi solicitada pelo Coronel Tadeu (PSL-SP).

— Major Olimpio fez uma carreira brilhante na Polícia Militar de São Paulo — declarou ele, conforme notícia da Agência Câmara.

Agência Senado (Reprodução autorizada mediante citação da Agência Senado)

Fonte Oficial: https://www12.senado.leg.br/noticias/materias/2021/03/18/senadores-lamentam-morte-de-major-olimpio.

​Os textos, informações e opiniões publicados neste espaço são de total responsabilidade do(a) autor(a). Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista do Portal do Magistrado.

Comentários

Confira Também

Gastos com Previdência podem chegar a R$ 21 bi em 2021, segundo a IFI — Senado Notícias

Os gastos com Previdência no ano que vem foram superestimados em até de R$ 21 …