Desembargador convocado Manoel Erhardt recebe boas-vindas na Primeira Seção – STJ

O desembargador convocado Manoel Erhardt recebeu nesta quarta-feira (24) as boas-vindas na Primeira Seção do Superior Tribunal de Justiça (STJ). O magistrado foi convocado para ocupar provisoriamente a vaga do ministro aposentado Napoleão Nunes Maia Filho, que deixou o tribunal em dezembro.

“Sinto que tenho pessoas de elevado nível, pessoas importantes na vida jurídica nacional, que se lembraram do meu nome, e isso é um motivo de honra imensa. Guardarei esse gesto como uma das maiores homenagens que já recebi na vida”, agradeceu o desembargador.

Manoel Erhardt também agradeceu o apoio do presidente do STJ, Humberto Martins.

Engrandecimen​​to

Ao saudar o novo integrante do colegiado – a quem desejou sucesso no desempenho da missão que lhe foi confiada –, o presidente da Primeira Seção, Benedito Gonçalves, afirmou que Manoel Erhardt veio para engrandecer o tribunal.

Para o ministro Francisco Falcão, o novo colega, “além de grande magistrado, é um grande professor, uma pessoa discreta e possuidora de todos os requisitos necessários para exercer a função durante este período de convocação no STJ”. 

Og Fernandes – que, como Erhardt, é de Pernambuco – destacou o brilhantismo profissional do conterrâneo. Mauro Campbell Marques lembrou a experiência de trabalho que teve com Manoel Erhardt no Conselho da Justiça Federal: “Eu o conheci no CJF, com toda a sua competência, seriedade e sua postura lhana”. 

Gurgel de Faria ressaltou que o desembargador convocado, que foi seu professor em curso preparatório para a magistratura, é uma referência no Tribunal Regional Federal da 5ª Região (TRF5), onde já ocupou o cargo de presidente.

A subprocuradora-geral da República Sandra Cureau associou-se aos ministros nas homenagens, desejando sucesso a Erhardt em sua atuação no STJ.​

Fonte Oficial: http://feedproxy.google.com/~r/STJNoticias/~3/JbqY17JIe0I/24032021-Desembargador-convocado-Manoel-Erhardt-recebe-boas-vindas-na-Primeira-Secao-.aspx.

​Os textos, informações e opiniões publicados neste espaço são de total responsabilidade do(a) autor(a). Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista do Portal do Magistrado.

Comentários

Confira Também

DRT pode delegar ato de interdição de estabelecimento, reafirma Primeira Turma – STJ

Previstos no artigo 161 da Consolidação das Leis do Trabalho (CLT), o embargo de obra …