Ministro Barroso destaca que urna eletrônica é motivo de orgulho para os brasileiros — Tribunal Superior Eleitoral

Durante o webinário “25 anos da Urna Eletrônica – Uma história de sucesso”, promovido pelo Tribunal Regional Eleitoral de São Paulo (TRE-SP), nesta sexta-feira (26), o presidente do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), ministro Luís Roberto Barroso ressaltou a importância e a confiabilidade do equipamento que transformou e trouxe agilidade no processo eleitoral brasileiro.

No encontro virtual, foram apresentados painéis sobre a história da urna, o desenvolvimento do sistema de votação e questões de segurança envolvendo o equipamento. Para o presidente do TSE, a urna eletrônica veio para acabar com as adulterações eleitorais existentes desde o início do período republicano.

“Vivemos com a ditadura e o tormento das fraudes eleitorais. E a Justiça Eleitoral sempre buscou elaborar mecanismos e modelos ideais para legitimar o voto. As pessoas têm que compreender que a urna eletrônica veio para acabar com fraudes. A urna tem um sistema auditável do início ao fim. É um equipamento à prova de hackers. O processo eleitoral e a urna eletrônica são coisas que estão dando certo no nosso país, e são um motivo de orgulho para todos”, afirmou.

O evento teve o apoio da Escola Judiciária Eleitoral Paulista (Ejep) em parceria com a seção São Paulo da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB/SP), e contou com a exposição dos ex-ministros do TSE, Carlos Velloso e Torquato Jardim, bem como do secretário de Tecnologia da Informação do TSE Giuseppe Janino, entre outras autoridades.

Importância da urna eletrônica

Durante o webinário, o desembargador do TRE-SP, Waldir Nuevo Campos, salientou a relevância do encontro virtual com vários atores do Direito e da sociedade, justificando que a urna eletrônica é um dos sustentáculos da democracia e do processo eleitoral brasileiro.

O doutor em Direito Constitucional e fundador do Instituto Liberdade Digital, Diogo Rais, que estuda o fenômeno da desinformação online e das fake news, aproveitou o diálogo para reforçar a segurança do equipamento de votação. Segundo ele, desde 2018 a Justiça Eleitoral e a urna eletrônica se tornaram alvo de pessoas que, mesmo com as várias evidências de segurança do equipamento de votação, querem impor suas opiniões sobre algo que é não é verdadeiro.

“Quanto mais garantia [de segurança na votação], como a urna eletrônica oferece, é cada vez mais difícil fraudar. Já num voto em papel, basta contar errado. As pessoas desconfiam por uma única razão: parece que algo que é tão difícil fraudar concretamente e faz surgir a fraude imaginária. Essa acaba prevalecendo e se expandindo muito mais. E toda a tecnologia envolvida na urna fica para trás e fica valendo a opinião de uma pessoa que quer manifestar sua vontade de que aquilo não fosse seguro”, destacou.

Saiba mais sobre a urna eletrônica brasileira.

Leia mais:

21.11.2020 – Urna eletrônica: segurança, integridade e transparência nas eleições

Fonte Oficial: https://www.tse.jus.br/imprensa/noticias-tse/2021/Marco/ministro-barroso-destaca-que-urna-eletronica-e-motivo-de-orgulho-para-os-brasileiros.

​Os textos, informações e opiniões publicados neste espaço são de total responsabilidade do(a) autor(a). Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista do Portal do Magistrado.

Comentários

Confira Também

TSE convoca novas eleições para prefeito de Boa Esperança (ES) — Tribunal Superior Eleitoral

Nesta quinta-feira (15), o Plenário do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) manteve, por maioria de votos …