Centro de Inteligência do Poder Judiciário busca acelerar prestação jurisdicional

A presidente do TST, ministra Maria Cristina Peduzzi, integra o grupo Decisório do Centro, lançado nesta terça-feira (6), em cerimônia on-line do CNJ

06/04/2021 – O Conselho Nacional de Justiça (CNJ) instalou, nesta terça-feira (6), o Centro de Inteligência do Poder Judiciário. A reunião  foi realizada de forma on-line e transmitida pelo canal oficial do CNJ no Youtube. A presidente do TST e do CSJT, ministra Maria Cristina Peduzzi, faz parte do grupo decisório do Centro e participou da cerimônia. 

Criado pela Resolução nº 349 de outubro de 2020, o  Centro de Inteligência tem o objetivo de identificar as demandas repetitivas ou de massa já em tramitação e propor alternativas para o julgamento das ações para acelerar a prestação jurisdicional. 

Ao abrir a cerimônia, o presidente do CNJ e do Supremo Tribunal Federal (STF), ministro Luiz Fux, destacou que a intenção do colegiado é estimular a resolução adequada de conflitos ainda na origem e, assim, combater a judicialização indevida. “Já vimos aqui e em vários locais do mundo que o sistema processual deve ser eficiente, e um dos instrumentos é justamente evitar as ações frívolas e dissuadir esses litigantes”, enfatizou o presidente do CNJ.

Luiz Fux detalhou ainda que o Centro de Inteligência do Poder Judiciário irá atuar de forma nacional e se somará às redes já existentes na justiça federal e estadual, mantendo a autonomia dos colegiados que já atuam nos estados brasileiros.

Para a presidente do TST, ministra Maria Cristina Peduzzi, o Centro de Inteligência do Poder Judiciário funcionará em âmbito nacional e serão criados os Centros de Inteligência no âmbito dos demais Tribunais. “Objetiva-se o cumprimento dos preceitos constitucionais da eficiência, segurança jurídica e duração razoável do processo”, enfatiza.

Atuação

O Centro de Inteligência do Poder Judiciário poderá promover consultas, pesquisas de opinião e audiências públicas com o objetivo de efetivar a prestação jurisdicional e acelerar a tramitação dos processos.

Composição

O Centro de Inteligência do Poder Judiciário é composto pelo presidente do CNJ e do STF, ministro Luiz Fux, pela presidente do TST, pelo ministro do Superior Tribunal de Justiça (STJ) Paulo de Tarso Sanseverino, cinco Presidentes de Tribunal de Justiça e um Presidente de Tribunal Regional Federal. 

(JS/TG)

$(‘#lightbox-ojrk_ .slider-gallery-wrapper img’).hover(
function() {
const $text=$($($(this).parent()).next());
$text.hasClass(‘inside-description’) && $text.fadeTo( “slow” , 0);
}, function() {
const $text=$($($(this).parent()).next());
$text.hasClass(‘inside-description’) && $text.fadeTo( “slow” , 1);
}
);
$(document).ready(function() {
var ojrk_autoplaying=false;
var ojrk_showingLightbox=false;
const ojrk_playPauseControllers=”#slider-ojrk_-playpause, #slider-ojrk_-lightbox-playpause”;
$(“#slider-ojrk_”).slick({
slidesToShow: 1,
slidesToScroll: 1,
autoplay: ojrk_autoplaying,
swipeToSlide: false,
centerMode: false,
autoplaySpeed: 3000,
focusOnSelect: true,
prevArrow:
‘,
nextArrow:
‘,
centerPadding: “60px”,
responsive: [
{
breakpoint: 767.98,
settings: {
slidesToShow: 3,
adaptiveHeight: true
}
}
] });
$(“#slider-ojrk_”).slickLightbox({
src: ‘src’,
itemSelector: ‘.galery-image .multimidia-wrapper img’,
caption:’caption’
});
});

Fonte Oficial: TST.

​Os textos, informações e opiniões publicados neste espaço são de total responsabilidade do(a) autor(a). Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista do Portal do Magistrado.

Comentários

Confira Também

Artista brasiliense faz gravura do TST em homenagem ao aniversário de Brasília

A gravura foi elaborada a partir de fotografia da fachada do Tribunal e vai compor …