Boletim ao vivo | Contrato de merendeira sem concurso público com Caixa Escolar é considerado nulo


                         Baixe o áudio
      

 

A Oitava Turma do Tribunal Superior do Trabalho reconheceu a nulidade da contratação de uma merendeira admitida sem concurso público pela Caixa Escolar Aracary Correa Alves, do Estado do Amapá. O colegiado determinou que o Estado pague à trabalhadora apenas o saldo de salários e os valores referentes aos depósitos do FGTS. 

 

Ouça os detalhes na reportagem com Michelle Chiappa.

Fonte Oficial: TST.

​Os textos, informações e opiniões publicados neste espaço são de total responsabilidade do(a) autor(a). Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista do Portal do Magistrado.

Comentários

Confira Também

Artista brasiliense faz gravura do TST em homenagem ao aniversário de Brasília

A gravura foi elaborada a partir de fotografia da fachada do Tribunal e vai compor …