Santa Cruz estreia “Papo em Ordem” com a empresária Luiza Trajano – OAB

A empresária Luiza Helena Trajano, presidente do Conselho do Magazine Luiza e do Grupo Mulheres do Brasil, elogiou a nova política de cotas para mulheres adotada pelo sistema OAB. Em de abril, foi publicada a resolução que estabelece paridade de gênero (50%) e a política de cotas raciais para negros (pretos e pardos), no percentual de 30%, nas eleições da OAB. A empresária foi a primeira convidada do programa “Papo em Ordem”, em que o presidente da OAB Nacional, Felipe Santa Cruz, será o anfitrião no comando de uma série de conversas com juristas, advogados e personalidades da sociedade civil e do mundo jurídico.

Segundo a empresária, a decisão da OAB pela adoção das cotas representa uma revolução. “Que bom que a OAB está fazendo isso. A OAB dá uma lição. Parabéns. Vou divulgar muito essa notícia das cotas que a OAB adotou para as mulheres do Grupo Mulheres do Brasil. Há mais de 10 anos que sou favorável às cotas. Diziam-me que os espaços para elas seriam garantidos por meritocracia. Hoje temos somente 7% de conselheiras mulheres nos conselhos das empresas, 4% se desconsiderarmos as mulheres proprietárias. Demoraria 120 anos para atingirmos 10% de mulheres nesses conselhos. Cotas são parte de um processo transitório para acabar com uma desigualdade”, disse Luiza.

A empresária afirmou acreditar que há evolução no cenário de espaço das mulheres na sociedade e que isso muda o perfil das demandas. “Temos de saber que os ciclos mudam e é preciso entender cada um deles. Quando começamos, há pouco tempo, o grupo Mulheres do Brasil, falar em mulheres ocupando espaços em conselhos de empresas e outros espaços era muito difícil. Hoje vemos uma evolução. As mulheres, por exemplo, tiveram o direito de votar há pouco tempo. Nossa luta é grande, mas cada vez mais fica claro que as mulheres estão preparadas para exercer o tipo de gestão necessária para as empresas”, declarou ela.

Santa Cruz perguntou à empresária sobre a situação do país diante da pandemia de covid-19 e a respeito das perspectivas dela para o futuro. “O Brasil e o mundo passam por um momento muito difícil com a pandemia”, resumiu o presidente da OAB. A empresária afirmou que o inimigo em comum hoje é o vírus, mas que ele atua sobre os defeitos humanos. “O vírus trabalha em cima de nossa impotência e da nossa prepotência. Quando imaginamos que achamos o caminho para sair da crise, tudo volta a piorar. É um grande desafio. Não temos outra saída a não ser a vacina”, afirmou ela, que defendeu o Sistema Único de Saúde (SUS).

Santa Cruz falou sobre a aprovação, no âmbito do sistema OAB, das cotas para negros nas chapas que disputarão as eleições da Ordem e perguntou sobre o processo de trainee realizado pela empresária visando jovens negros, que resultou em grande polêmica. “Já sei como é mudar um paradigma”, disse Luiza. “Aprendi a escutar o que não quero ouvir, mas quem te irrita te domina. Naquele momento, muitas pessoas foram muito desrespeitosas. Resolvi observar os mais agressivos e percebi duas coisas àquela altura: não poderíamos ter falhas naquele processo; e que o racismo estrutural é muito forte e só através da educação poderemos superar isso. Fiquei muito feliz com o resultado que atingimos”, afirmou a empresária.

Fonte Oficial: http://www.oab.org.br/noticia/58866/santa-cruz-estreia-papo-em-ordem-com-a-empresaria-luiza-trajano.

​Os textos, informações e opiniões publicados neste espaço são de total responsabilidade do(a) autor(a). Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista do Portal do Magistrado.

Comentários

Produtos Recomendados

Confira Também

OAB fará evento em homenagem ao relator da Constituição Bernardo Cabral – OAB

A OAB Nacional, por meio da Comissão Nacional de Estudos Constitucionais, promoverá o debate “A …