Atendimentos na Ouvidoria crescem quase 80% na Justiça do Trabalho do Piauí

A Ouvidoria tem se consolidado como um serviço de excelência no Tribunal Regional do Trabalho da 22ª Região (TRT22), que atende a trabalhadores e trabalhadoras do Piauí. No primeiro semestre de 2021, o setor recebeu 487 manifestações diretas, com pico de movimentação nos meses de março e maio. Em relação ao mesmo período de 2020, houve aumento de 79,7%. Pessoas que figuram como partes e representantes em processos somam 57,7% das demandas.

A procura também é considerável a partir dos concorrentes em concursos públicos (11,29%) e de outras pessoas (12,11%), para tirar dúvidas diversas. Para o titular da Ouvidoria, desembargador Manuel Edilson Cardoso, as razões desse crescimento estão ligadas ao alto índice de resolução dos pedidos. “Esse grau de resolutividade tem se apresentado altíssimo: 96,7%, ficando sem solução apenas 3,3%, devido a informações insuficientes na elaboração do pedido.”

Embora o prazo legal para respostas seja de até 30 dias, a Ouvidoria do TRT22 tem solucionado os pedidos com agilidade. O tempo médio real entre o recebimento da solicitação e da prestação do serviço tem variado entre 2 a 4 dias, apenas. Esses números são refletidos na pesquisa de satisfação, que, em 2021, registrou 100% de aprovação no desempenho do setor.

A presidente do TRT22, desembargadora Liana Ferraz de Carvalho, afirma que o objetivo de sua gestão é atingir a excelência em todos os serviços prestados à sociedade. “Nossa administração está alicerçada numa política de diálogo constante com o jurisdicionado.”

Em julho, uma pessoa demandou apoio sobre o andamento de um processo na 4ª Vara do Trabalho de Teresina (PI). Ela alegou que estava ocorrendo demora em cumprimento de ofício do TRT22 enviado à Caixa Econômica Federal para pagamento de créditos trabalhistas. A diretora da Secretaria da 4ª Vara, Leila Maria Alcântara, apresentou resposta imediata, informando que já havia sido expedido o ofício e orientando o demandante a comparecer à instituição financeira, com seus documentos, para receber o dinheiro. “Se ele encontrar qualquer dificuldade, pode telefonar direto do banco para mim, que conversarei com o gerente”, declarou a diretora.

A Ouvidoria exerce o papel de diálogo direto com a sociedade sobre os serviços prestados pelo Tribunal, bem como sobre ações praticadas pelas Varas do Trabalho e por outras unidades. É possível esclarecer dúvidas, fazer reclamações e solicitar providências ou buscar as informações de que precisa. A pessoa pode ainda oferecer denúncias ou fazer elogios.

Os canais eletrônicos de acesso (e-mail e formulário digital) são os mais utilizados, somando 91,79%. As mensagens de e-mail podem ser enviadas para o endereço ouvidoria@trt22.jus.br. O formulário eletrônico também está disponível em tempo integral.

Durante o período da pandemia do novo coronavírus (Covid-19), além desses dois meios, também é possível conversar com a Ouvidoria pelo telefone: (86) 2106-9516, de segunda a sexta, das 8h às 15h. Em julho, até o dia 30, o telefone da Ouvidoria estará disponível excepcionalmente das 12h às 16h. Quando cessar o período pandêmico, outros canais da Ouvidoria também estarão ativos: carta, urna física e pedido presencial.

Fonte: TRT22

Fonte Oficial: https://www.cnj.jus.br/atendimentos-na-ouvidoria-crescem-quase-80-na-justica-do-trabalho-do-piaui/?utm_source=rss&utm_medium=rss&utm_campaign=atendimentos-na-ouvidoria-crescem-quase-80-na-justica-do-trabalho-do-piaui.

​Os textos, informações e opiniões publicados neste espaço são de total responsabilidade do(a) autor(a). Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista do Portal do Magistrado.

Comentários

Produtos Recomendados

Confira Também

Reeducandos em Vila Velha (ES) participam de curso sobre comunicação não-violenta

Durante essa semana, 60 reeducandos da Penitenciária Semiaberta e da Casa de Custódia de Vila …