Sessão especial homenageia os 20 anos da Escola Superior de Saúde do DF — Senado Notícias

Uma sessão especial, na tarde desta sexta-feira (24), homenageou os 20 anos de fundação da Escola Superior de Ciências da Saúde (ESCS) do Distrito Federal. A instituição pública oferece cursos de graduação em medicina e enfermagem, entre outros. Criada em abril de 2001 por iniciativa da Secretaria de Estado de Saúde do Distrito Federal, a escola oferece, além de cursos de graduação, programas de pós-graduação lato sensu, de mestrado e de doutorado.

Autor do requerimento de homenagem (RQS 272/2021), o senador Izalci Lucas (PSDB-DF) dirigiu a sessão. Ele afirmou que, em seus vinte anos de existência, a ESCS tem alcançado resultados educacionais expressivos. Segundo o senador, a escola é reconhecida pela comunidade da saúde, pela sua excelente formação, com um perfil adequado para o trabalho no serviço público de saúde. Izalci destacou que, desde sua fundação, a ESCS já formou 1.102 médicos e, desde 2009, 323 enfermeiros.

— Esta é uma instituição que deu certo. O reconhecimento de sua qualificação é nacional e internacional. A ESCS é um orgulho para o povo do Distrito Federal – afirmou o senador.

Izalci disse que a ESCS tem um método de ensino inovador, com foco nas necessidades da população. De acordo com o senador, os alunos da escola são orientados para a realidade do Sistema Único de Saúde (SUS). Ele ainda informou que 40% das vagas são destinadas para as cotas. Segundo o senador, a integração da ESCS à Fundação Universidade Aberta do Distrito Federal (Funab), recém-criada, é um novo desafio para os professores e diretores da escola. Ele cobrou que sejam mantidos os recursos orçamentários e o nível de qualidade de ensino da ESCS.

 Frejat

 O senador Izalci Lucas ainda fez uma homenagem a um dos fundadores da ESCS: o médico Jofran Frejat. Ex-secretário de Saúde do DF, Frejat foi deputado federal pelo Distrito Federal por cinco mandatos. Ele nasceu em Floriano (PI), em 1937, formou-se em Medicina no Rio de Janeiro (RJ), mas fixou residência em Brasília. Morreu em novembro do ano passado, vítima de um câncer.

Adélia Frejat, sobrinha de Jofran Frejat e servidora aposentada da Secretaria de Saúde do DF, disse que o tio tinha em mente a oferta de um ensino de qualidade na área de saúde e, em consequência, um aumento na qualidade do serviço de saúde prestado no Distrito Federal. Adélia Frejat lembrou a história da organização da ESCS e destacou o caráter gratuito dos seus cursos.

— Nesses 20 anos, o ensino de excelência do curso de Medicina conseguiu nota 4 em 2019 e nota máxima em 2007, 2010 e 2013 – registrou Adélia.

 Referência

 A diretora da ESCS, Marta David Rocha de Moura, agradeceu a homenagem do Senado. Ela, que é pediatra, disse que a escola tem um objetivo social importante, funcionando dentro da estrutura de saúde pública do DF. Segundo a diretora, a formação dos alunos busca a integração com o SUS e a necessidade das comunidades de Brasília. Ela admitiu que a escola enfrentou dificuldades, mas disse que valeu a pena. A diretora ainda afirmou que a ESCS pretende ser uma referência como escola de qualidade, inclusiva e socialmente integrada.

— Estamos vencendo. Sinto muito orgulho de trabalhar com esta instituição e com os servidores, que tanto trabalharam e permitiram que chegássemos até aqui – declarou Marta Moura.

A diretora-executiva da Fundação de Ensino e Pesquisa em Ciência da Saúde (Fepecs), Inocência Rocha da Cunha Fernandes, elogiou a contribuição de professores e colaboradores da ESCS. A Fepecs é responsável pela manutenção da ESCS. A coordenadora do curso de Enfermagem da ESCS, Marta Peralba, afirmou que é uma alegria comemorar os 20 anos da escola e, mais ainda, a referência que a instituição conseguiu ser nos dias atuais.

O médico Ubirajara José de Miranda Júnior, um dos fundadores e professor mais antigo da ESCS, disse se sentir honrado com a homenagem à instituição. Ele disse que a ESCS deu certo e continua dando certo. De acordo com a coordenadora do curso de Medicina da ESCS, Márcia Cardoso, a metodologia de ensino da instituição é inovadora e eficiente.

— Juntos, podemos chegar mais longe. A ESCS tem como princípios a universalidade e a equidade, garantindo e aperfeiçoando a formação de médicos, com compromisso social e melhoria do atendimento – declarou Márcia Cardoso.

 Ensino público

 Na visão da presidente do Centro Acadêmico de Enfermagem da ESCS, Isabela Alves de Macêdo, a ESCS é um símbolo do ensino superior público e de qualidade. Ela ainda defendeu mais qualidade no serviço público de saúde no país. O presidente do Centro Acadêmico dos Estudantes de Medicina da ESCS (Camescs), Cleyton Oliveira de Souza, exaltou o trabalho de todos envolvidos na fundação e na manutenção da ESCS. Ele, que estudou em escola pública, disse que as lutas existem, mas ressaltou que a homenagem do Senado é um “momento de pausa”, para renovar as forças.

— Que possamos lutar por um ensino público de qualidade. Apesar das dificuldades, a coletividade sempre vai vencer – afirmou.

A coordenadora de Pós-Graduação, Carmélia Santiago Reis, o gerente de Educação Médica, Thiago Blanco Vieira, o médico Sérgio Fernandes, a contadora de histórias Nyedja Gennari, professores e alunos também participaram da sessão.  

Agência Senado (Reprodução autorizada mediante citação da Agência Senado)

Fonte Oficial: https://www12.senado.leg.br/noticias/materias/2021/09/24/sessao-especial-homenageia-os-20-anos-da-escola-superior-de-saude-do-df.

​Os textos, informações e opiniões publicados neste espaço são de total responsabilidade do(a) autor(a). Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista do Portal do Magistrado.

Comentários

Produtos Recomendados

Confira Também

Lei amplia tolerância para excesso de peso em ônibus de passageiros e caminhões de carga — Senado Notícias

O presidente Jair Bolsonaro sancionou a Lei 14.229, de 2021, que aumenta de 10% para …