Detentos de Joinville (SC) realizam provas dos ensinos fundamental e médio

O número de detentos do Presídio Regional de Joinville (SC) que realizaram as provas do Exame Nacional para Certificação de Competências de Jovens e Adultos para Pessoas Privadas de Liberdade (Encceja PPL) nessa quarta (13) e quinta-feira (14/10) triplicou. Foram 110 inscritos para o ensino fundamental e de 111 ao ensino médio.

O Exame tem o objetivo de aferir as competências, habilidades e saberes de jovens e adultos que não concluíram o ensino fundamental ou ensino médio na idade adequada. “Fico muito feliz e orgulhoso com este número triplicado de detentos participantes do Encceja PPL. Este teste sinaliza positivamente para a questão da educação em nossa unidade prisional. Existe um grande incentivo para a leitura dentro do presídio, onde eles têm acesso a livros. Estamos aqui buscando formar e resgatar estas pessoas, implementando ações simples para sua ressocialização”, destaca o gerente do Presídio, Wellinton dos Santos Lima.

Na opinião do juiz João Marcos Buch, titular da Vara de Execuções Penais da comarca, unidade do Tribunal de Justiça de Santa Catarina (TJSC), há um maior entendimento pelos detentos da importância da educação. “O aumento da procura se deve muito aos gestores e suas equipes. É claro que existe algo mais concreto, que é, conforme o resultado, a remição da pena. Entretanto, é necessário reconhecer e parabenizar os detentos, especialmente os do presídio, pois, diferente dos da penitenciária ao lado, eles não têm acesso a professores da rede pública.”

No presídio, explicou Buch, nem sequer há sala de aula e as secretarias de Educação, tanto municipal como estadual, não fornecem educação oficial. O detento que deseja estudar lá precisa superar todas as dificuldades de confinamento em celas superlotadas e insalubres e ser autodidata, servindo-se apenas da literatura, esta sim universal em todas as celas. “Precisamos entender que a educação ainda é o mais forte instrumento para a cidadania e superação da violência.”

O resultado das provas deve sair nas próximas semanas. O Exame oferece a possibilidade de elevação da escolaridade. Ele é composto de quatro provas objetivas, cada uma com 30 questões de múltipla escolha, e uma proposta de redação. As provas objetivas avaliam diversas áreas de conhecimento e respectivos componentes curriculares.

Fonte: TJSC

Fonte Oficial: https://www.cnj.jus.br/detentos-de-joinville-sc-realizam-provas-dos-ensinos-fundamental-e-medio/?utm_source=rss&utm_medium=rss&utm_campaign=detentos-de-joinville-sc-realizam-provas-dos-ensinos-fundamental-e-medio.

​Os textos, informações e opiniões publicados neste espaço são de total responsabilidade do(a) autor(a). Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista do Portal do Magistrado.

Comentários

Produtos Recomendados

Confira Também

Diversidade de estratégias impulsiona avanços em ações do Justiça 4.0

As reuniões regionais do Programa Justiça 4.0 têm destacado a diversidade de estratégias adotadas pelos …