Usuários podem avaliar Portal CNJ de Boas Práticas do Judiciário

Os usuários do Portal CNJ de Boas Práticas do Poder Judiciário podem avaliar a funcionalidade e o desempenho do sistema que reúne iniciativas exitosas realizadas pela Justiça. Atualmente, 49 ( marcos confirmar) ações estão publicadas no Portal CNJ de Boas Práticas do Poder Judiciário. O formulário de avaliação está disponível na página do portal.

A plataforma foi criada pelo Conselho Nacional de Justiça (CNJ) em 2019 para receber, avaliar, divulgar e estimular a adoção de iniciativas com comprovados resultados, realizadas por conselhos e tribunais da Justiça. A ferramenta atende à Resolução CNJ 325/2020, que prevê o compartilhamento de práticas entre os órgãos,  para melhoria contínua da sua gestão administrativa e da prestação de serviços ao cidadão.

A inscrição e a comunicação com os proponentes acontecem em ambiente virtual, podendo o usuário acompanhar o andamento da análise da sua prática. No portal, também estão informações voltadas para a replicação de procedimentos, metodologias ou ferramentas que se mostraram eficiente e melhoraram o fluxo de atividades de um tribunal, contribuindo para elevar a eficiência de outras unidades.

As iniciativas podem ser inscritas em 15 eixos temáticos. Alguns deles, como Desburocratização, Gestão Processual, Governança de Tecnologia da Informação e Comunicação e Conciliação e Mediação subsidiam seleções de prêmios, inclusive em parceria com o Instituto Innovare, o que amplia a visibilidade das práticas e sua aplicação em todo o Brasil.

O formulário de avaliação tem o objetivo de captar a percepção dos usuários sobre a navegabilidade, confiabilidade, clareza e utilidade da plataforma para a submissão de práticas e localização de informações que permitam a disseminação.

Agência CNJ de Notícias

Fonte Oficial: https://www.cnj.jus.br/usuarios-podem-avaliar-portal-cnj-de-boas-praticas-do-judiciario/?utm_source=rss&utm_medium=rss&utm_campaign=usuarios-podem-avaliar-portal-cnj-de-boas-praticas-do-judiciario.

​Os textos, informações e opiniões publicados neste espaço são de total responsabilidade do(a) autor(a). Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista do Portal do Magistrado.

Comentários

Produtos Recomendados

Confira Também

Painel vai apoiar Justiça da Paraíba na execução da Estratégia Nacional

O Painel de Monitoramento da Estratégia Nacional do Poder Judiciário (2021-2026) foi destacado pela gerente …