Tribunal do Acre cria grupo para compor Comissão Estadual Judiciária de Adoção

O Tribunal de Justiça do Acre (TJAC) nomeou os membros para compor a Comissão Estadual Judiciária de Adoção (CEJA) para o biênio 2021-2023. Trata-se de órgão vinculado à Corregedoria-Geral da Justiça com o objetivo de prestar auxílio aos juízos da Infância e da Juventude nos procedimentos relativos à adoção de crianças e adolescentes.

Prevista pelo Estatuto da Criança e do Adolescente (ECA), a CEJA é composta pelo corregedor-geral da Justiça Élcio Mendes, no cargo de presidente, e da desembargadora Regina Ferrari, coordenadora da Infância e da Juventude do TJAC, na vice-presidência. Dois juízes de Direito da área da Infância e da Juventude, Gustavo Sirena e José Wagner Alcântara, são membros titulares.

A portaria nomeia, ainda, a promotora de Justiça, Vanessa Muniz, para fiscal da lei, e as servidoras Rutilena Tavares (psicóloga) e Elza Abreu de Souza (assistente social). As designações serão exercidas pelos magistrados e servidores nomeados para a comissão sem prejuízo das suas respectivas funções.

Fonte: TJAC

 

Macrodesafio - Garantia dos direitos fundamentais

Macrodesafio - Prevenção de litígios e adoção de soluções consensuais para os conflitos

Fonte Oficial: https://www.cnj.jus.br/tribunal-de-justica-do-acre-cria-grupo-para-compor-comissao-estadual-judiciaria-de-adocao/?utm_source=rss&utm_medium=rss&utm_campaign=tribunal-de-justica-do-acre-cria-grupo-para-compor-comissao-estadual-judiciaria-de-adocao.

​Os textos, informações e opiniões publicados neste espaço são de total responsabilidade do(a) autor(a). Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista do Portal do Magistrado.

Comentários

Produtos Recomendados

Confira Também

Pesquisa avalia de forma positiva oferta de serviços de jurisprudência no Brasil

Membros do Judiciário e da advocacia fizeram avaliações positivas dos conteúdos de jurisprudência oferecidos por …