Podcast Trabalho em Pauta vence Prêmio Nacional de Comunicação e Justiça

A produção do TST recebeu a premiação na categoria Mídia Radiofônica









O podcast Trabalho em Pauta, produzido pelo Tribunal Superior do Trabalho (TST), venceu a 19ª edição do Prêmio Nacional de Comunicação e Justiça, na categoria Mídia Radiofônica. O anúncio foi feito nesta sexta-feira (22), durante o Fórum Nacional de Comunicação e Justiça (FNCJ), transmitido ao vivo pelo YouTube. O TST teve trabalhos entre os finalistas nas seis últimas edições do evento.

Lançado em junho de 2020, o Trabalho em Pauta surgiu no contexto de isolamento social provocado pela pandemia de covid-19. O programa finalizou sua terceira temporada em julho deste ano. A produção da Coordenadoria de Rádio e TV, vinculada à Secretaria de Comunicação Social do TST, apresenta, a cada edição, debates e análises de assuntos relevantes no mundo do trabalho, sempre com a participação de especialistas nos mais diversos temas. 

O podcast é veiculado em diversas plataformas de streaming de áudio, como Spotify e Deezer. Também é possível acompanhá-lo na página da Rádio TST

Prêmio

Em 2021, 209 trabalhos foram inscritos em 13 categorias, 11 a mais que na edição anterior. Os produtos foram idealizados por assessorias de comunicação de órgãos do Poder Judiciário, do Ministério Público, da Defensoria Pública, da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB), de tribunais de contas e de instituições que realizam trabalhos na área jurídica. 

Na categoria Mídia Radiofônica deste ano, concorreram com o TST o Tribunal Superior Eleitoral (TSE), com o podcast Clica e Confirma, e o Tribunal de Justiça do Rio Grande do Sul (TJ-RS), com o projeto “Respeita as Gurias”.

(Rodrigo Tunholi/Secom)

$(‘#lightbox-yotr_ .slider-gallery-wrapper img’).hover(
function() {
const $text=$($($(this).parent()).next());
$text.hasClass(‘inside-description’) && $text.fadeTo( “slow” , 0);
}, function() {
const $text=$($($(this).parent()).next());
$text.hasClass(‘inside-description’) && $text.fadeTo( “slow” , 1);
}
);
$(document).ready(function() {
var yotr_autoplaying=false;
var yotr_showingLightbox=false;
const yotr_playPauseControllers=”#slider-yotr_-playpause, #slider-yotr_-lightbox-playpause”;
$(“#slider-yotr_”).slick({
slidesToShow: 1,
slidesToScroll: 1,
autoplay: yotr_autoplaying,
swipeToSlide: false,
centerMode: false,
autoplaySpeed: 3000,
focusOnSelect: true,
prevArrow:
”,
nextArrow:
”,
centerPadding: “60px”,
responsive: [
{
breakpoint: 767.98,
settings: {
slidesToShow: 3,
adaptiveHeight: true
}
}
] });
$(“#slider-yotr_”).slickLightbox({
src: ‘src’,
itemSelector: ‘.galery-image .multimidia-wrapper img’,
caption:’caption’
});
});

Fonte Oficial: TST.

​Os textos, informações e opiniões publicados neste espaço são de total responsabilidade do(a) autor(a). Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista do Portal do Magistrado.

Comentários

Produtos Recomendados

Confira Também

TST homenageia 38 personalidades com a Ordem do Mérito Judiciário do Trabalho

                           Baixe o áudio Reproduzir o áudio  Pausar o áudio  Aumentar o volume  Diminuir o …