Tribunal Superior Eleitoral comemora caráter colaborativo do evento — Tribunal Superior Eleitoral

Nesta terça-feira (23), ao fazer o balanço do segundo dia do Teste Público de Segurança (TPS) 2021 do Sistema Eletrônico de Votação, o Tribunal Superior Eleitoral (TSE) e a Comissão Avaliadora do evento comemoraram a execução dos planos de ataque de dois grupos de investigadores. Desde a criação, em 2009, o TPS apresenta esse viés colaborativo. “O sucesso dos investigadores é certamente o nosso sucesso, porque faz com que o sistema eleitoral possa ser aperfeiçoado”, destacou o coordenador de Sistemas Eleitorais da Secretaria de Tecnologia da Informação (STI) do TSE, José de Melo Cruz.

A sexta edição do TPS, iniciada nesta segunda-feira (22) e com término previsto para esta sexta (26) – com possibilidade de prorrogação, em caso de necessidade –, vem sendo acompanhada por representantes da Comissão de Transparência das Eleições, criada para ampliar a clareza e a segurança de todas as etapas de preparação e realização dos pleitos eleitorais. Além disso, o TPS 2021 vem recebendo a visita de representantes das Forças Armadas.

Segundo o secretário de TI do Tribunal, Julio Valente, o TPS é sempre uma oportunidade excepcional de colaboração da sociedade com a Justiça Eleitoral (JE). “Estamos muito satisfeitos com os resultados que estamos obtendo nesta edição. É um TPS que já bateu recorde de participação. Estamos vendo contribuições muito importantes. Acho que este é um dos eventos mais significativos dos últimos ciclos eleitorais”, afirmou.

O TPS, implantado pelo TSE com a finalidade de fortalecer a confiabilidade, a transparência e a segurança da captação e da apuração dos votos, vem permitindo melhorias no processo eleitoral. Por meio dos planos de ataque, o evento busca identificar vulnerabilidades e falhas relacionadas à violação da integridade ou do anonimato dos votos de uma eleição, para que sejam corrigidas a tempo da próxima eleição.

Estrutura

Durante o evento, os investigadores contam com uma ampla estrutura de apoio – computadores, urnas, impressoras, ferramentas e insumos –, montada em espaço exclusivo, com entrada controlada e monitoramento por câmeras, no 3º andar do edifício-sede da Corte Eleitoral, em Brasília. Tudo isso é para ajudar os participantes no desenvolvimento dos planos traçados, que vêm sendo acompanhados por técnicos da Secretaria de Tecnologia da Informação do TSE.

Fernanda Campagnucci, diretora-executiva da Open Knowledge Brasil e representante da Comissão de Transparência, que acompanha pela primeira vez um TPS, enfatizou que achou bastante interessante o grau de acesso que as equipes têm às informações. “Num ataque real, eles não teriam todas essas facilidades. Sinto um espírito colaborativo dos dois lados: técnicos interessados em encontrar problemas para implementar melhorias no sistema, e investigadores que querem que os planos tenham sucesso para ajudar nesse aprimoramento. É um processo também muito pedagógico”, destacou.

Uma vez identificada alguma inconformidade, ao final do TPS, é feito um relatório, de conhecimento público, e as equipes técnicas do TSE passam a trabalhar para analisar a possível fragilidade apresentada e buscar soluções. Posteriormente, as investigadoras e os investigadores envolvidos no plano de ataque são convocados novamente para testar a eficácia da solução corretiva adotada pelo TSE, no chamado Teste de Confirmação.

O resultado dos testes será divulgado em 15 de dezembro. Já o Teste de Confirmação ocorrerá a partir de 11 de maio do ano que vem, com a divulgação dos resultados no dia 30 de maio de 2022. Nesta quarta-feira (24), a partir das 9h, os investigadores voltam às respectivas bancadas, com ferramentas para dar continuidade aos ataques.

Mais informações no site do evento.

MM/LC, DM

Fonte Oficial: https://www.tse.jus.br/imprensa/noticias-tse/2021/Novembro/tps-2021-tribunal-superior-eleitoral-comemora-carater-colaborativo-do-evento.

​Os textos, informações e opiniões publicados neste espaço são de total responsabilidade do(a) autor(a). Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista do Portal do Magistrado.

Comentários

Produtos Recomendados

Confira Também

Urnas eletrônicas das Eleições 2022 trarão novidades em termos de acessibilidade — Tribunal Superior Eleitoral

As urnas eletrônicas que serão utilizadas nas Eleições 2022 contarão com duas grandes novidades em …