Presidente do STJ defende governança colaborativa contra a crise de “superdemanda” no Judiciário – STJ

Constatamos que o número de processos que chegam aos nossos tribunais é muito superior à capacidade dos órgãos do sistema de justiça de encaminhar solução para esses litígios”, alertou o presidente do Superior Tribunal de Justiça (STJ) e do Conselho da Justiça Federal (CJF), ministro Humberto Martins, ao defender na quinta-feira (20) a ampliação da governança colaborativa no Poder Judiciário para enfrentar o “excessivo” volume de demandas processuais.

A declaração foi feita durante a abertura do II Fórum de Governança do Poder Judiciário, evento promovido pelo Tribunal de Justiça de Pernambuco (TJPE) e pela Rede de Governança Brasil.​​​​​​​​​

Presidente do STJ destacou que a governança pode oferecer soluções para a questão de celeridade processual.

Por videoconferência, o presidente do STJ afirmou que o aprofundamento da rede de governança colaborativa instituída pelo Conselho Nacional de Justiça (CNJ) é fundamental para aperfeiçoar a prestação jurisdicional, sobretudo, diante das dificuldades impostas pela pandemia da Covid-19.

“Esta pandemia e, especialmente, o pós-pandemia representam oportunidades para reunirmos, com responsabilidade, todas as soluções disponíveis para o devido enfrentamento dos conflitos que porventura resultarem desta calamidade sanitária”, ressaltou Humberto Martins.

Segundo o ministro, a governança pode oferecer respostas a questões que desafiam a celeridade processual, a gestão dos precedentes judiciais, o sistema criminal e os métodos consensuais de solução de conflitos, entre outros.

Além de Martins, o encontro contou com a participação de diversas autoridades nacionais e internacionais, como o ministro Augusto Nardes, do Tribunal de Contas da União (TCU), e o controlador-geral da Colômbia, Felipe Córdoba.

Fonte Oficial: http://www.stj.jus.br/sites/portalp/Paginas/Comunicacao/Noticias/21012022-Presidente-do-STJ-defende-governanca-colaborativa-contra-a-crise-de-%E2%80%9Csuperdemanda%E2%80%9D-no-Judiciario.aspx.

​Os textos, informações e opiniões publicados neste espaço são de total responsabilidade do(a) autor(a). Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista do Portal do Magistrado.

Comentários

Produtos Recomendados

Confira Também

STJN traz decisão que negou progressão de regime a detenta que não tem guarda de filho – STJ

​O STJ Notícias desta semana traz decisões recentes do Superior Tribunal de Justiça com impacto …