Estado do RS é condenado por verbas rescisórias de empregada de cartório | Giro pelas Turmas

16/05/22 – Confira alguns julgamentos de destaque das Turmas do TST:

(00:08) A Terceira Turma do Tribunal Superior do Trabalho condenou a LSI – Administração e Serviços S.A. e a Vale S.A. a pagarem indenização de R$ 500 mil aos avós de um auxiliar de serviços morto após o rompimento da barragem em Brumadinho (MG).

(03:49) A Sexta Turma do TST entendeu ser devido o adicional de insalubridade a uma agente comunitária de saúde do município de Balsas (MA) a partir da entrada em vigor da Lei 13.342/2016, que estabeleceu novas regras para a categoria.

(06:05) A Quinta Turma do Tribunal Superior do Trabalho reconheceu a responsabilidade do Estado do Rio Grande do Sul pelo pagamento dos débitos trabalhistas devidos a uma funcionária de um cartório que permaneceu no cargo após a extinção da delegação concedida à titular do estabelecimento.

Fonte Oficial: TST.

​Os textos, informações e opiniões publicados neste espaço são de total responsabilidade do(a) autor(a). Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista do Portal do Magistrado.

Comentários

Produtos Recomendados

Confira Também

Gestante e empregada que sofreu aborto serão indenizadas por ócio forçado | Giro pelas Turmas

01/07/22 – Confira alguns julgamentos de destaque das Turmas do TST: (00:10) Em duas decisões …