Ministro Luiz Fux lamenta o assassinato de indigenista e jornalista no Amazonas

Os Observatórios de Direitos Humanos e do Meio Ambiente do Conselho Nacional de Justiça manifestam profundo pesar diante das informações da confissão dos assassinatos do indigenista Bruno Pereira e do jornalista Dom Phillips.

O Grupo de Trabalho criado no âmbito do CNJ vai acompanhar os desdobramentos e a efetiva punição dos eventuais culpados, para garantia da célere prestação da justiça. Este acompanhamento será feito pelos representares da sociedade civil que compõem os Observatórios.

Em nome dos Observatórios e do Grupo de Trabalho, o ministro Luiz Fux manifesta extrema tristeza pelos acontecimentos e afirma às famílias e aos amigos que a luta do indigenista e do jornalista para garantia dos direitos humanos e da preservação da Amazônia jamais será esquecida.

Agência CNJ de Notícias

Fonte Oficial: https://www.cnj.jus.br/ministro-luiz-fux-lamenta-o-assassinato-de-indigenista-e-jornalista-no-amazonas/?utm_source=rss&utm_medium=rss&utm_campaign=ministro-luiz-fux-lamenta-o-assassinato-de-indigenista-e-jornalista-no-amazonas.

​Os textos, informações e opiniões publicados neste espaço são de total responsabilidade do(a) autor(a). Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista do Portal do Magistrado.

Comentários

Produtos Recomendados

Confira Também

Escritórios Sociais: com inauguração no DF, serviço chega a 22 unidades da Federação

Com mais uma unidade inaugurada no Distrito Federal nessa quarta-feira (29/6), o Escritório Social já …