Prêmio Justiça do Trabalho Sustentável: conheça os tribunais vencedores

A primeira edição do prêmio foi entregue em quatro categorias, durante o 8º Encontro Nacional de Sustentabilidade da Justiça do Trabalho, em Belém





 





29/11/2023 – O Conselho Superior da Justiça do Trabalho (CSJT) premiou, nesta terça-feira (28), os Tribunais do Trabalho que se destacaram em ações de sustentabilidade. A primeira edição do Prêmio Justiça do Trabalho Sustentável foi entregue em quatro categorias, durante o 8º Encontro Nacional de Sustentabilidade da Justiça do Trabalho, que começou ontem e vai até sexta (1), em Belém (PA).

Com o objetivo de reconhecer e disseminar boas práticas de sustentabilidade implementadas na Justiça do Trabalho, o prêmio busca  reconhecer e divulgar iniciativas exemplares que possam ser replicadas em toda a instituição. Nessa primeira edição, 67 projetos foram inscritos, e 13 ações ficaram entre as finalistas.

Vencedores

A premiação foi feita em quatro categorias, representando as dimensões da sustentabilidade: social, ambiental, econômica e cultural. Conheça os vencedores:

Categoria Dimensão Social: Balcão Visual, do TRT da 15ª Região (Campinas/SP);

Categoria Dimensão Ambiental: Programa Carbono Neutro, do Tribunal Superior do Trabalho;

Categoria Dimensão Econômica: Plano de Logística Sustentável (PLS) no fluxo de contratações sustentáveis, do TRT da 2ª Região (SP);

Categoria Dimensão Cultural: Projeto Quilombo vai à Nasa, do TRT da 13ª Região (PB).

Encontro

A entrega do prêmio está dentro da programação do 8º Encontro Nacional de Sustentabilidade da Justiça do Trabalho, que tem como tema “Identidades, trilhas e horizontes”. O encontro, organizado pelo TRT da 8ª Região, contou com a participação do presidente do TST e do CSJT, ministro Lelio Bentes Corrêa, que, além de entregar os prêmios, abriu o evento com a palestra “O percurso da sustentabilidade na Justiça do Trabalho: atualidades, perspectivas e futuro”.

Economia verde

Em sua fala, o ministro destacou frases do Papa Francisco e de lideranças indígenas, além da necessidade de buscarmos, como sociedade, uma economia verde com trabalho decente. “O céu vai desabar sobre a terra. O planeta não aguenta tanta agressão”, disse. “Devemos dar condições dignas, com remuneração adequada e proteção de direitos”.

Região Norte

O ministro também ressaltou a simbologia do local do evento, dado a importância mundial da região amazônica. “A Região Norte é reconhecida nacional e internacionalmente pelo seu empenho na proteção da diversidade e na promoção de uma visão de que o planeta precisa se conscientizar quanto ao correto tratamento sustentável dos recursos naturais”, afirmou.

O presidente do TRT-8 (PA/AP), desembargador Marcus Augusto Losada Maia, conselheiro do CSJT representante da Região Norte, também destacou a importância do evento ser realizado na região amazônica. “Belém será a sede da COP 30 daqui a algum tempo, então esse é um assunto latente. Precisamos ter uma atenção voltada para a sustentabilidade, sobretudo para o meio ambiente do trabalho”.

(Com informações do TRT da 8ª Região)

$(‘#lightbox-dqdu_ .slider-gallery-wrapper img’).hover(
function() {
const $text=$($($(this).parent()).next());
$text.hasClass(‘inside-description’) && $text.fadeTo( “slow” , 0);
}, function() {
const $text=$($($(this).parent()).next());
$text.hasClass(‘inside-description’) && $text.fadeTo( “slow” , 1);
}
);
$(document).ready(function() {
var dqdu_autoplaying=false;
var dqdu_showingLightbox=false;
const dqdu_playPauseControllers=”#slider-dqdu_-playpause, #slider-dqdu_-lightbox-playpause”;
$(“#slider-dqdu_”).slick({
slidesToShow: 1,
slidesToScroll: 1,
autoplay: dqdu_autoplaying,
swipeToSlide: false,
centerMode: false,
autoplaySpeed: 3000,
focusOnSelect: true,
prevArrow:
”,
nextArrow:
”,
centerPadding: “60px”,
responsive: [
{
breakpoint: 767.98,
settings: {
slidesToShow: 3,
adaptiveHeight: true
}
}
] });
$(“#slider-dqdu_”).slickLightbox({
src: ‘src’,
itemSelector: ‘.galery-image .multimidia-wrapper img’,
caption:’caption’
});
});

Fonte Oficial: TST.

​Os textos, informações e opiniões publicados neste espaço são de total responsabilidade do(a) autor(a). Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista do Portal do Magistrado.

Confira Também

Banco é responsabilizado por assédio a empregadas terceirizadas grávidas | TST na Voz do Brasil

                           Baixe o áudio Reproduzir o áudio  Pausar o áudio  Aumentar o volume  Diminuir o …