No Maranhão, Pontos Digitais da Justiça realizam mais de 3 mil atendimentos

Nesta quinta-feira (30/11), o Programa “Justiça de Todos” da Corregedoria Geral da Justiça alcançou a marca de 3.079 atendimentos efetivados pelos Pontos de Inclusão Digital (PID´s) instalados em 116 localidades, interligando todas as unidades judiciárias de 1º Grau do Estado. A iniciativa implementada pela Corregedoria a partir de maio de 2022, na atual gestão do desembargador Froz Sobrinho, corregedor-geral da Justiça do Maranhão, amplia o acesso à Justiça para a população que reside em cidades e povoados que não são sede de comarcas e, por isso, não possuem estrutura física forense.

No período, os serviços mais utilizados pela população foram videoconferência em audiências e sessões do Tribunal do Júri (39,5%); balcão virtual (34,1%); consulta processual (28,2%); e atendimento da Defensoria Pública Estadual (10,5%), além de outros como cadastramento biométrico, regularização e emissão de segunda vias do título de eleitor, viabilizados a partir de cooperação com o Tribunal Regional Eleitoral do Maranhão. A soma dos resultados é maior que 100%, pois os usuários podem fazer mais de um atendimento por vez.

Na pesquisa de satisfação, 100% das pessoas atendidas nos Pontos Digitais informaram que recomendariam os serviços prestados aos seus familiares e amigos, classificando, também, como excelente (82,4%) e bom (17,3%) tais atendimentos. Os Pontos Digitais podem ser utilizados por todos os órgãos que integram o Sistema de Justiça: Ministério Público, Ordem dos Advogados do Brasil e Defensoria Pública Estadual. Para a instalação é firmada uma parceria com as prefeituras, que cedem o espaço físico, internet e um colaborador, treinado pela Corregedoria, para dar suporte técnico de atendimento a quem precisar acessar os sistemas.

Fonte: TJMA

Macrodesafio - Aperfeiçoamento da gestão administrativa e da governança judiciária

Macrodesafio - Fortalecimento da estratégia nacional de TIC e de proteção de dados

Fonte Oficial: https://www.cnj.jus.br/no-maranhao-pontos-digitais-da-justica-realizam-mais-de-3-mil-atendimentos/.

​Os textos, informações e opiniões publicados neste espaço são de total responsabilidade do(a) autor(a). Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista do Portal do Magistrado.

Confira Também

CNJ lança #BlocodoRespeito: campanha de conscientização contra o assédio no Carnaval

O Conselho Nacional de Justiça promove, de 3 a 17 de fevereiro, o #BlocoDoRespeito, uma …