in

CRA discute benefícios ambientais e econômicos da produção de alga

A Comissão de Agricultura e Reforma Agrária (CRA) realiza nesta quarta-feira (3), às 15h, audiência pública interativa para discutir a pesquisa e os diversos usos da alga Kappaphycus alvarezzi no Brasil, bem como seus benefícios a diversos setores produtivos.

A alga Kappaphycus alvarezii vem se destacando como uma espécie promissora para o Brasil, tanto do ponto de vista econômico quanto ambiental. Seu cultivo apresenta um crescimento significativo nos últimos anos, impulsionado pela demanda por seus diversos benefícios em diferentes setores, destaca o senador Jorge Seif (PL-SC) no requerimento de realização da audiência pública.

“Na agricultura, a alga pode ser utilizada como bioinsumo, promovendo o crescimento das plantas, a qualidade do solo e a resistência a doenças. Na pecuária, pode ser utilizada na alimentação animal, melhorando o desempenho e a saúde dos animais. A alga é rica em compostos com propriedades espessantes, gelificantes e emulsificantes, sendo utilizada em diversas aplicações industriais. O cultivo da alga contribui para a fixação de carbono, auxiliando na mitigação das mudanças climáticas, e também para a biorremediação de ambientes marinhos”, resssalta Jorge Seif no requerimento (REQ 17/2024).

CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE

Os senadores Hamilton Mourão (Republicanos-RS) e Flavio Azevedo (PL-RN) também apontam os aspectos econômicos, ambientais e sociais envolvidos no cultivo e na utilização da alga.

“A Kappaphycus alvarezii é uma das principais fontes de carragenina, aditivo alimentar de alto valor utilizado como estabilizante e espessante em diversos produtos, incluindo alimentos, cosméticos e farmacêuticos. A demanda global por carragenina vem crescendo, impulsionada pela busca por produtos naturais e sustentáveis. A alga pode ser processada para a produção de biofertilizantes ricos em nutrientes, que promovem o crescimento das plantas e melhoram a qualidade do solo. Pesquisas indicam que a alga possui alto teor de carboidratos, tornando-a uma candidata promissora para a produção de biocombustíveis. O cultivo da alga pode impulsionar a economia verde no Brasil, promovendo o desenvolvimento de tecnologias sustentáveis e a geração de empregos em regiões costeiras”, destacam os senadores em requerimento que inclui participantes da audiência pública (REQ 18/2024).

Convidados

O debate contará com a participação, já confirmada, da chefe-geral da Embrapa Pesca e Aquicultura, Danielle de Bem Luiz; do pesquisador da Embrapa Solos, David Vilas Boas de Campos; da pesquisadora do Instituto de Pesca de São Paulo, Valeria Gress Gelli; do pesquisador da Empresa de Pesquisa Agropecuária e Extensão Rural de Santa Catarina (Epagri), Alex Alves dos Santos; do representante do Sindicato Rural de Florianópolis, Leonardo Cabral Costa; e do professor da Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN), Dárlio Inácio Alves Teixeira.

A comissão ainda aguarda a confirmação a participação de representantes da Universidade Federal de Pernambuco (UFPE) e da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ).

Como participar

O evento será interativo: os cidadãos podem enviar perguntas e comentários pelo telefone da Ouvidoria do Senado (0800 061 2211) ou pelo Portal e‑Cidadania, que podem ser lidos e respondidos pelos senadores e debatedores ao vivo. O Senado oferece uma declaração de participação, que pode ser usada como hora de atividade complementar em curso universitário, por exemplo. O Portal e‑Cidadania também recebe a opinião dos cidadãos sobre os projetos em tramitação no Senado, além de sugestões para novas leis.

Agência Senado (Reprodução autorizada mediante citação da Agência Senado)

Fonte Oficial: Agência Senado

CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE

Vice-presidente assume interinamente a liderança do CFOAB

Vice-presidente assume interinamente o Conselho Federal da OAB