in

Beto Faro destaca que Plano Safra terá o maior volume de recursos

Em pronunciamento no Plenário nesta terça-feira (2), o senador Beto Faro (PT-PA) destacou a expectativa em torno do anúncio dos Planos Safra, da Agricultura Familiar e da agricultura empresarial, previsto para amanhã. O senador enfatizou que será o maior volume de recursos já oferecido ao setor.

O parlamentar lembrou que o governo decidiu lançar os planos para agricultura familiar e empresarial que contemplam o calendário 2024-2025 em solenidades distintas, refletindo a compreensão da diversidade da agricultura brasileira. O senador ressaltou que a agricultura familiar será tratada como prioridade.

— Não apenas pelo montante de recursos a serem anunciados, que deverão girar em torno de R$ 75 bilhões, contra R$ 71,6 bilhões na safra 2023-2024. O Plano também incluirá medidas para compras públicas, assistência técnica e extensão rural, Política de Garantia de Preços Mínimos para os Produtos da Sociobiodiversidade, Garantia-Safra e Proagro Mais. Ações deverão ter recortes especiais para estimular a participação das mulheres e da juventude na produção da agricultura familiar — disse.

CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE

Beto Faro criticou lideranças do agronegócio que atacam as políticas governamentais e ressaltou que nenhum governo investiu tanto na agricultura. O senador explicou que, para o próximo ciclo, o Plano Safra da agricultura empresarial deverá receber mais de R$ 400 bilhões, um incremento de 10% em relação ao ciclo anterior.

— A grande ambição do Governo Lula expressa nos planos é de termos um setor agrícola robusto produtivamente, conforme as particularidades sociais e regionais dos seus agentes, que introjete os propósitos da sustentabilidade para que o Brasil consiga ter uma oferta alimentar saudável que alimente seu povo, contribua para a indústria alimentar global e dinamize a economia brasileira — concluiu.

Agência Senado (Reprodução autorizada mediante citação da Agência Senado)

Fonte Oficial: Agência Senado

CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE

CTFC avalia proibir bancos de assediar clientes por telefone

PEC que regula eleição em tribunais de Justiça passa por primeira sessão